Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

…A Festa Acabou Pá? Sim Acabou, E Novos Dias Vêm Aí!

Já falam em fim de ciclo, no SOL, um semanário que vive dos capitais oriundos de Angola, onde a Liberdade de Expressão é, todos sabemos, Valor bem limitado… Trata-se de uma Direita estranha esta, a que no SOL convive com a Direita angolana, bem pouco democrática como se sabe, que ou não entende que está a criar um ambiente propício ao seu enterro, ou então já escolheu o quanto pior melhor para que haja mesmo enterro. O curioso é que a leitura do SOL, sobre este “fim de ciclo” não é mais que o que li no Jornal de Angola em 1992, fait divers sobre fait divers, numa linha de gestão da tensão para pôr fim a um regime, fosse em que condições fosse… Conheço, enfim, o estilo, mentirolas sobre mentirolas, até afinar-se o ambiente para algo…que em 1992 significou, em Luanda, mais de 20 000 mortos e em toda a Angola, nem se sabe quantos. É um “jornalismo de sargento de caserna” este do SOL. No entanto, como em todos os jornalismos deste teor há um fundo de verdade – e no caso o fundo de verdade é simples, acabou-se o tempo da Festa dos Financiamentos Comunitários, pelo que novos dias de adivinham. Neles teremos de viver com o que produzirmos e não com o que “os da CEE, ou da actual UE” nos “derem”, na verdade emprestarem. Nos consulados do professor Cavaco Silva e do eng. Guterres, delapidou-se muito do financiamento comunitário, em obras de provinciano espavento, como as muitas rotundas que se espalham pelos municípios, os múltiplos pavilhões multiusos, as inúmeras piscinas municipais, para não falar da estrada para ligar a casa da ama dos filhos do Alberto João à estrada principal, com direito a inauguração e tudo… Hoje pagam-se esses tempos e esses luxos. E, perante tal há duas vias. A do enfrentar a situação, o PS está a fazê-lo, o primeiro ministro Socrates está a fazê-lo, procurando a todo o custo não gerar mais razão para o afundamento do país, gerindo os investimentos públicos ao milímetro, negociando arduamente a divida publica portuguesa, (parte central dela vinda dos anos de rico da CEE/UE…) e sustentando a todo o custo o Estado social que Portugal teve de construir em 35 anos, para os 65 anos das Alemanhas, dos Reinos Unidos, etc. Ou a do preparar o ambiente para anos de arraso do Estado Social, e se necessário for de arraso até da Democracia. Porque só tal pode justificar este inesperado desejo de espalhar a ideia do necessário anticapitalismo, na Direita tal qual na dita Esquerda a populista. (Ah, já se esqueceram do anticapitalismo da sra Tatcher no Reino Unido neo liberal e do anticapitalismo do sr Reagan?...para não recordar claro o sr Pinochet) Porque são ás dezenas os ppt, os videoclips, os emails, que se espalham na internet sempre com o explicito objectivo de alimentar o quanto pior melhor, chegando-se a este ponto de eu próprio ter de fazer este “papel de reaccionário”, tendo de defender que uma pensão de reforma de 5000 euros não é um escândalo. (Na verdade, hoje, as “paneladas” já não funcionam sem internet…) Mesmo sabendo que uma larga percentagem de portugueses têm pensões de reforma da ordem dos 500 euros, ( e que estão bem mais próximas da que terei se lá chegar…), sou forçado a recordar que uma pensão de 5000 euros não é um roubo. Porque me lembro que a 24 de Abril de 1974 nem tal essas pessoas, a larguíssima maioria dos cidadãos, receberiam. E mesmo que saiba que Oliveira e Costa devia continuar preso por roubo. Estamos mesmo em fim de ciclo. E ou nos realinhamos para o próximo ciclo sabendo o que nele se esconde, ou seremos engolidos no turbilhão anticapitalista de direita, tal qual ao tempo de Salazar, do Salazar “salvador” dos princípios dos anos 30, o Salazar que fechou escolas, hospitais, não construiu estradas, não permitiu a luz eléctrica nas aldeias, etc. Claro que ao ritmo dos dias de hoje. Já me escreveram dizendo que escrevo tal qual o comité central do PS, (algo que como sabem nem existe…), porque me limito a tentar pôr algum bom senso na asneirada que por aí anda, na comunicação social oficial em particular. Exemplo, de 2005 a 2010 as despesas do gabinete do 1º ministro aumentam 10%, enfim, 2% ao ano, e de tal um semanário, agora um da Esquerda populista, faz um escândalo ridículo, ignorando a inflação, tudo em nome do bota abaixismo que potencie uma “boa greve geral”. Estarei aqui para ver os jornalistas desse semanário da Esquerda populista a rebaixarem-se ao ponto de saudarem o futuro Salazar, se ele, com a ajuda destes “esquerdistas” surgir, não duvidem! Não será nada de novo, já se viveu tal com um tal Carlos Rates. Por ora insisto, que viva o sentimento solidário de Timor Leste que nos faz recordar que se mesmo sentimento seria adorado na Irlanda…. E, claro, reafirmo que prefiro um governo de salvação nacional onde a presença de Socrates é obrigatória, secretário geral do PS que é, ao ditador que se avizinha e espreita em cada sexta e sábado que passa. Joffre Justino E-mail : jjustino@epar.pt Blog pessoal: coisasdehoje.blogs.sapo.pt/
publicado por JoffreJustino às 17:29
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds