Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010

Apreciações Várias Neste Debate Sobre a Função da RPChina na Economia Global

Vinda de Angola,

Tenho observado, vivido e sentido diariamente a acção chinesa nesta terra.

Posso afirmar-te que o texto do Luciano Pires deve ser mesmo verdade. Os chineses vão engolir isto tudo, estão fazendo. Adivinho, ou antes, prevejo exactamente aquilo que Luciano descreve.

Os chineses operários aqui... tenho muita pena deles... faço uma pequena ideia o que se passa lá na China... mas não quero expressar mais nada, porque as coisas aqui estão muito estranhas e cada dia mais complicadas.

Um dia destes, conto-te o que se está a passar aqui... não vais gostar! Mas vai ficando cada vez mais inseguro e perigoso.


Vinda de uma Amiga e que releva este drama do BPN,

Gostava que me ajudasses a perceber o seguinte:

Neste país abundam os avisos aos idosos para não se deixarem enganar por vigaristas que de uma ou outra forma os enganam e roubam-lhe o que podem. A PJ adverte para as abordagens na rua, os esticões que levam as carteiras, e os mil e um estratagemas que se arranjam para "limpar" os velhotes, muitas vezes as poupanças de uma vida.
Pois bem, neste mesmo país, os velhotes (neste caso a minha Mãe de 82 anos, por isso sei do que falo), com todas as precauções para não ser roubada na rua, dirige-se ao BPN, ao gerente da agência e gerente de conta, homem da sua confiança portanto e pretende fazer um Depósito a Prazo com todas as sofridas poupanças que o meu pai conseguiu amealhar, tendo falecido então recentemente. O senhor gerente, aconselha-a a que não faça um depósito com tudo e apenas 50%, aplicando os outros 50% num investimento um bocadinho melhor e com total garantia do BPN. A senhora resiste, pois "papel comercial" para ela sempre lhe soou a "papel higiénico"...Ela diz que não quer nenhum risco - risco zero -, pois é tudo quanto tem e a reforma é a reforma mínima. Ele consegue convencê-la por fim, apelando à confiança "então a senhora não me conhece?" "acha que a ia enganar?"...(disse-me o mesmo ao telefone)...Só que na data do vencimento (em Janeiro 2009), nem dinheiro, nem garantia do BPN!...
Há provas de que os funcionários do banco tiveram instruções para vender dessa forma o "tal produto" e o mesmo gerente continua a afirmar perante testemunhas que o fez dessa forma e que nunca o desmentirá.

Querido Joffre, em que país estamos? Devem estar a gozar connosco quando abrem as notícias com a detenção de algum larápiozito e se remetem ao silêncio perante um escândalo de burla imoral e criminosa como esta. Ou seja, de repente o gerente de um banco "limpa" 50.000 ou 100.000€ a um honrado cidadão e...não há notícia? Nem indignação? Posso-te garantir que esse gerente foi promovido e passou para outra agência. Estamos num país que fecha os olhos a estas coisas?

Desculpa-me o desabafo, mas sei que por vezes quem amealhou alguma coisita é mal vista. Os meus pais não herdaram fortuna e todo o fruto de 25 anos de trabalho em Moçambique (de trabalho mesmo), ficou lá. Trouxeram nada aos 50 anos. O resto, foi trabalhado muito duro e poupado até ao dia da morte, aos 80 anos. O meu pai trabalhou até aos 80 anos, mesmo após um cancro nas cordas vocais e uma traqueostomia, durante 16 anos. Nunca soube fazer negócios e a única fonte de rendimentos saía-lhe do corpo, poupando até na voltagem das lâmpadas. Tinha a reforma mínima e um pavor de vir a depender dos filhos. Isto é um parêntesis apenas.

Porque é que a polícia não prende esses gerentes que enganaram as pessoas? Não é crime? Não é burla? Qual a diferença entre esses e os que andam por aí a ver se levam a carteira de uma esticadela? Irmão, ajuda-me a compreender isto, porque não consigo entender. Será que não estou a viver no meio de uma grande palhaçada sem graça nenhuma?

A nossa crise é apenas uma crise de valores - ou estou errada?




Vinda de quem sendo de Portugal Acompanha o Mundo


Não pude deixar de ler o texto relembrando o que se antevia há pelo menos dez anos atrás nalguns sectores, um dos quais em que trabalhei, o automóvel. E estou a falar da China e não dos "dragões asiáticos" (sim, apesar de ser benfiquista é mesmo assim que lhes chamam, apesar de lhes chamarem também "tigres asiáticos") pois no caso desses falamos de há 20 anos atrás.

Isto para dizer que a consciência das consequências do modelo que seguimos está desde sempre presente na mente dos empresários (ou melhor, dos administradores preocupados com o seu bolso e dos accionistas que "representam") mas com o qual assobiam para o lado.

Relembro ainda que esta dependência é assumida desde há muito, e não falo de Tiananmen em que a China ainda era vista como cliente, mas desde que os presidentes americanos começaram a "bajular" os líderes chineses, Bush incluído, aí muito por culpa de ser a China a detentora de grande parte da dívida pública americana e a qualquer momento poder estrategicamente causar um colapso económico, comparado com o qual a recente crise foi apenas um espirro.

Por incrível que pareça o "mundo ocidental" não está preocupado que a China não cresça mas que o faça abaixo de 5 a 6% anuais, valores com os quais não só a economia mundial colapsaria mas que criariam revoltas sociais (e naturalmente étnicas) na própria China de consequências imprevisíveis.

Ou seja, o alimento que é dado à praga, qual pescada de rabo na boca, acaba por ser para que a praga não nos coma a "nós"...


Vinda de Portugal de um Amigo da RPChina e aí vivente alguns anos

É a velha tese do "Perigo Amarelo."
Não seria mau o Joffre e o Luciano brasileiro serem mais cuidadosos e conhecedores ao abordarem a realidade chinesa.
A partir de algumas questões pertinentes e importantes, não se tome a parte pelo todo.
O mundo chinês costuma escapar ao entendimento do bem ou mal intencionado analista ocidental.


Vinda da parte do Carlos em segunda Intervenção

Em casos como estes, esquece os esclarecimentos, porque o não são! "E-maila" antes os insultos, que para alem de profilácticos são muito mais esclarecedores que os esclarecimentos!
Já viste o que é gramar com os esclarecimentos de um Mussollini ou de um Chavez, para prosa dessa basta o insulto, é no todo e também do ponto de vista ideológico,... definitivo!
(Não te esqueças que as coisas andam "encrespadas", é preciso ter cuidado, pois em Portugal, existe um Pol Pot em cada esquina, em cada lar... em cada português!)

" Eles começaram perseguindo os comunistas,
e eu não protestei, porque não era comunista.
Depois, vieram buscar os judeus,
e eu não protestei, porque não era judeu.
Depois ainda, vieram buscar os sindicalistas,
e eu não protestei, porque não era sindicalista.
Aí, vieram buscar os homossexuais,
e eu não protestei, porque não era homossexual.
Aí, vieram buscar os pretos,
e eu não protestei, porque não era preto.
Aí então, vieram buscar os ciganos,
e eu não protestei, porque não era cigano.
E depois, vieram buscar os imigrantes,
e eu não protestei, porque não era imigrante.
Depois, vieram-me buscar.
E já não havia ninguém para protestar! "

retirado do "expresso", de leitor em resposta ao Sr. Henrique Monteiro e ao seu belo naco de prosa em defesa do Sr. Crespo, ou terá sido do Sr. Lima???




Não sei se sou um bem ou mal intencionado analista… sei sim é que me espanta ver os deputados das Oposições a referirem que, no caso da Madeira, se discute um acréscimo de 0,04% da despesa publica sem referir que, além deste acréscimo, a Região Autónoma da Madeira recebe dos nossos impostos 1,6 mil milhões de euros e que tem a intenção de continuar a fazer com que paguemos os alcoólicos carnavais onde predomina um Jardim que nos insulta enquanto cubanos e outros epítetos equivalentes…

É cansativo este senhor Alberto João que se dá ao luxo de nos pôr a pagar as estradas que levam a sua casa à casa da antiga ama dos seus filhos. Mas, mais cansativa é esta percepção de que os deputados das Oposições querem brincar com os nossos impostos também.

Seria bem mais positivo para o país que a reflexão política passasse mais pelo debate que estamos a desenvolver – o papel da Novas Potências Mundiais, como a RPChina, por exemplo – pois as economias hoje não são afectadas pelas alcoolic/alimentadas ideias do sr Jardim, mas sobretudo pelas atitudes de desleal concorrência como a de países/potencias mundiais como a RPChina se arrogarem, totalitariamente, no direito de imporem aos seus trabalhadores salários da ordem dos 100 dólares mês!

É cansativo ainda não estarmos a colocar na prisão quem abusou da boa fé dos cidadãos idosos, como é relatado acima, levando-os a perderem poupanças adquiridas com o esforço de uma vida!

É cansativo vermos países “revolucionários”, afirmando-se comunistas, como a RPChina, a explorarem as potencialidades de um pais como Angola, mantendo as populações angolanas a auferirem, 30% dos Angolanos, menos de 1 dólar por dia e 80% dos Angolanos menos de 5 dólares por dia!

Há que compreender a RPChina?

Lamento mas não há que compreender nada, absolutamente nada, há sim que os forçar a respeitarem os Outros, enfim Nós Todos, a começar pelos Chineses que têm de aturar tais elites – e por 72euros mês e mais de 12h de trabalho diário!

É cansativo ver deputados, com doutoramentos em Finanças Públicas, como o sr Francisco Anacleto Louçã, a escamotearem nas suas “doutas e televisivas” opiniões, que o que está em discussão quanto à Madeira são 1,6 mil milhões de euros mais 50 milhões de euros!

É cansativo que queiram fazer de nós todos – uns burros!

Em nome de uns votitos! Aquela “burguesa visão” da Democracia, que ele, claro, não tem…

Mas é normal!

Desconhecem, eles todos, o trabalho que dá, nesta global economia, ter Clientes, ter actividade, ter projectos, pagar salários, manter postos de trabalho!

Porque são daquela “rica esquerda” que fecha os olhos quando não gosta do que vê, em vez de procurar pensar no como se chegou a tal e qual a solução para mudar.

É uma “esquerda” fina esta.

Que esconde as maleitas dos amigos, como a RPChina, que olha para o lado também quando sabe que lá, na casa dos seus amigos, não estamos a discutir 415 euros de salário mínimo nacional.

Porque os Chineses nem salário mínimo nacional têm!

Serei “anti-chinês”, eu?

Não.

Quero é que a elite chinesa, a liderante no Partido Comunista da China, redistribua os rendimentos de forma mais saudável, mais participativa, mais democrática.

Como quero o mesmo por cá!

Porque, a suceder tal, harmonizaremos a concorrência, a nível planetário havendo mais economia para mais Pessoas.

Porque a suceder tal, o papel da RPChina será, então, um saudável papel que reforçará uma melhor Vida para Todos Nós, os Viventes neste Planeta.

Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 15:39
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds