Segunda-feira, 6 de Setembro de 2010

Carta Aberta ao Sr. Embaixador da Grã Bretanha

Excelência, Alguns jornalistas perderam a face, no mínimo, por culpa de Vª Excelência. E hoje vão dando voltas e voltas para tentar encobrir a vergonha que têm perante os erros que cometeram entre 2005 e 2010! Não por sua culpa em particular, mas porque sendo Embaixador, Vª Exa é culpado, pois representa um Estado e as suas Instituições, no caso as britânicas. E entre estas um tal Serious Fraud Office, de má memória. Porque acobertado pelo estatuto de estrangeiro, esta instituição ofendeu o primeiro ministro de um país da União Europeia e, diga-se, com a mais antiga aliança firmada com o Reino Unido, ao que dizem, Portugal. Com, visivelmente, a única intenção de proteger quem, britânico, corrompeu em Portugal. Facto que o Serious Fraud Office por “artes mágicas” que o tempo desvendará, conseguiu que estes jornalistas ignorassem anos a fio…. Lançando uma venenosa nuvem de fumo que, insultando por todos os meios o primeiro ministro de Portugal, conseguiu, o Serious Fraud Office, (curioso nome, Chaplin faria um filme com tal título, sem dúvida), travar a investigação sobre os corruptores do caso FREEPORT. Excelência, Não é a primeira vez que Vªs Exas abusam deste Império acabado que foi Portugal. Recordo o roubo escabroso que fizeram, com os franceses de Napoleão Bonaparte, de parte essencial das riquezas monumentais portuguesas, assim como de jóias e outro tipo de peças mais que valiosas, aquando da ocupação britânica do solo continental europeu português em consequência das Invasões Francesas. Ocupação que, por ter fragilizado completamente a elite portuguesa originou 30 anos de quase permanentes guerras civis. Roubos e destruições de tal geradas que já deveriam ter merecido, além de um pedido desculpas, também uma indemnização. Recordo, o roubo do Mapa Côr de Rosa e a ameaça de ocupação militar de Lisboa para o perpetrar, que originou a derrota do regime monárquico liberal português dirigido por primos da vossa vitoriana corte britânica. Recordo a Conferência de Berlim. Recordo a traição que fizeram à corte real portuguesa e a pseudo aproximação aos republicanos com o claro intuito, posterior à implantação da República, de se apoderarem das colónias portuguesas em aliança com a Alemanha. Só não conseguida porque a Alemanha convosco entrou em guerra. Enfim sr. Embaixador, estas poucas notas caracterizam-vos como um povo sem Valores, sem Moral, sem Critério, sem Honra, lamento dizê-lo. E o caso Serious Fraud Office é, como se vê, somente mais um caso, menor até, perante o que relatei. Mas como somos da União Europeia, civilizadamente, até nós os que no Império português são os filhos do Império, em nome da modernidade, temo-vos perdoado as infantilidades e más criações sistemáticas. Porque em nada se compara o vosso colonialismo que está a terminar mas deixa as manchas, tristes manchas, do apartheid, na África do Sul, da xenofobia, no Zimbabwe, e, mais antigamente, da mais pura espoliação, na Índia, (espoliação que os indianos ainda hoje pagam), com o colonialismo português, apesar do esclavagismo, (que Vªs Exias também alimentaram no sul dos EUA). Claro que alguma Esquerda, anglófona e francófona, entende que não. Tal qual estes jornalistas foram e têm sido, por vós, vergonhosamente enganados, com base nessa prepotência que já nem ofende, só cansa pelo ridículo. Alimentando uma campanha que fez dos resultados eleitorais de 2009, uma verdadeira Fraude, que deveria ser reconhecida e, por vós, também, paga. Mas, lamento dizer-vos, a vossa “civilização”, anglófona, está a findar. Excelência, Nem a vossa sistemática subordinação, em nome da anglofonia, aos EUA, permitirá sustentar a actual situação por muito mais tempo. As tecnologias hoje são outras, soft, flexíveis, generalizáveis e Vªs Exias não se adaptam a tal. Porque são dominados por uma cultura egoísta, prepotente, autocrática. Porque se esquecerem, de Vós e dos Outros. É a BP que o mostra. Mesmo que tendo trazido alguns bons ventos à Humanidade, como o regime democrático. Como Judeu, já não direi tal de Shakespeare, do racista e anti judeu Shakespeare, em nada comparável à universalidade de Luís de Camões e de Fernando Pessoa. Excelência, Acabar com dignidade é acabar sabendo, mais que perdoar, pedir desculpa. É o que espero de Vªs Exias os britânicos – que saibam pedir desculpa por todos os dislates que andaram a fazer e, finalmente, por mais este, prendendo o(s) corruptor(es) do caso FREEPORT, eliminando esse desavergonhado serviço que dá pelo nome de Serious Fraud Office e iniciando o pagamento de um indemnização por tantos e tão desavergonhados erros e ofensas, aos portugueses. Os de Portugal, mas também os Filhos do Império que, Vªs Exas, abandonaram, sem nunca terem conseguido tomar. Já que os Filhos do Império que são os Angolanos, por muitos erros que tenham, (são como todos nós seres humanos), não cederam ás pressões, às chantagens dos EUA do sr. Bush mantendo uma forte autonomia relativa, mostrando uma dignidade que, a mim em particular, me dá orgulho, pois assumo-me Angolano. Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 14:38
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds