Segunda-feira, 6 de Setembro de 2010

Cansado de Independentes em Cargos Políticos, ou “Públicos”

“As tragédias do nosso passado serão as tragédias do nosso Futuro” Hans-Gert Pottering In, i 1907010 Recordo um debate que tive com Eduardo Prado Coelho, (EPC), aí pelos finais dos anos 70, precisamente por causa desta ideia, na altura “na berra”, a de que os “independentes” seriam os isentos, e os sérios, (tese de Eduardo Prado Coelho, e não só), deste festival em que uma boa parte da comunicação social transformou a politica. Já nesse tempo se adivinhava a dificuldade que existe, numa parte da elite, em Portugal, em se assumir enquanto presente na vida politica com um ideário político, pois tal dificultava a “vidinha” e os “arranjinhos”, esses sim por via dos “amiguismos” pluripartidários que se arranjavam desde os bancos de escola… Na verdade, assumir um ideário, de forma organizada, militantemente, para os tais independentistas, (EPC incluído) é, ser-se “um bonzo”, (foi a denominação que fui tendo, apesar de estar à época, tal qual o EPC, curiosamente, a militar na mais que minúscula UEDS de Lopes Cardoso e de Fernanda Lopes Cardoso), quando, em Democracia, é, tão somente, assumir o risco de se ser discriminado no local de trabalho, na vida social, etc. Por muitos “tachos” que existam para ocupar….De facto, se o tal “tacho” é para ser ocupado por um independente deixa de ser tacho e passa a ser uma função, um encargo, um acto cívico! Vem tudo isto a propósito de um noticia vinda hoje no DN. Assim, “o reforço da Unidade Técnica de Apoio orçamental, (UTAO), com João Manuel Alves Lobato está a causar interrogações no Parlamento, uma vez que se trata de um militante do PS activo…”. Pensava eu que estava em Democracia e que o tempo das declarações de anticomunismo para se ter direitos especiais, do tempo salazarento, tinham acabado! Fica-se na dúvida se esta atitude anti partidária vem do PSD, pois a noticia só refere a existência de “fontes parlamentares” para que a noticia tenha surgido E eu espero ansiosamente que tal não venha do PSD, o segundo maior partido politico português, e ao que sei o maior partido politico quanto ás presenças no Poder Local, área de intervenção, ao que parece pela noticia do militante socialista que se prepara para ser discriminado, por o ser! E por ser militante de um partido político, em Democracia, no mesmo ano em que nas aulas, (da minha Escola Profissional por exemplo, a EPAR, mas tal como em todas), se incentiva a Cidadania por via do incentivo da Juventude à participação na vida politica, social e cultural! Por onde andamos? Estranho e enojo-me com este tipo de noticias, e informo que sou militante do PS, o mesmo Partido que quando estava no governo com António Guterres, me sancionou, isto é me proibiu de trabalhar e de ser remunerado, por ser, à época, dirigente da UNITA! Porque, na verdade, o que sou é Socialista e o Socialismo em Portugal, onde vivo, existe no PS, pelo que é lá que tenho de estar se quero criar as condições para que o Socialismo democrático vingue em Portugal. Mesmo que o “PS”, (isto é, alguns no PS), me maltrate, como se viu acima que me maltratou, ilegal e imoralmente, sancionando-me com sanções ilegais e imorais provindos de uma estrutura antidemocrática que se chama Nações Unidas! Reparemos que me entristece bastante o facto desta noticia vir no DN, jornal que respeito há anos, onde escrevi anos a fio, e que como se lembram, se publicou a minha exigência de a comunicação social pedir desculpa a Sócrates e aos Socialistas, perante o caso FREEPORT, já que foi o único jornal que o fez. Aliás até hoje, o silencio sobre este pedido de desculpas inexistente é de um ruído incomensurável, diga-se. Mas pronto, alguns, jornalistas ou não, continuam a pensar que as ditas próximas eleições antecipadas irão mudar o quadro político português. O que sinceramente, duvido imenso! Porque o cansaço dos eleitores quanto ás “campanhas jornalísticas” à Manelinha ou à Crespo, é enorme. E porque a crise continua a ter resposta em Portugal e a resposta tem sido dada pelo PS. Por mais “independentes” que alguns queiram ser. Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 14:32
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds