Quarta-feira, 6 de Julho de 2005

A Seca não é uma seca...pode ser um aviso...

O relatório quinzenal do Programa de Acompanhamento e Mitigação dos Efeitos da Seca revela que a 30 de Junho, 64% do território estava em seca extrema (contra 50% em 15 de Junho) e 33% em seca severa (contra 29%).
O documento, divulgado no site do Instituto Nacional da Água (INAG), refere que apenas uma pequena região do Norte e interior centro se encontra em situação de seca fraca, enquanto o restante território vive uma seca entre moderada a extrema.
«A percentagem de água no solo em relação à capacidade de água utilizável pelas plantas era inferior a 40% em todo o território, valores muito inferiores aos valores médios para esta época do ano», assinala o documento.
Face aos efeitos da seca, 39 municípios, com 22.385 habitantes, estão a recorrer a autotanques para abastecimento de água.
In, Diário Digital, 06-07-2005

Pois é…Na verdade, quem se preocupa? Andamos todos muito ocupados a discutir os 0,4% de erro do OE, os automóveis dos ministérios, os aumentos salariais reduzidos, as “férias” dos eleitos locais…
E, pior, dizemos uns aos outros, isto é só um azar de um ano, para o ano “isto” vai mudar…porque teimamos em aceitar, pior, em exigir, que a Natureza nos ature, sem mais.
Estamos heroicamente a esgotar as águas subterrâneas do Algarve, assistimos à salinização das mesmas e dos respectivos solos, deixamos seguir para o mar, como recorda o Mário Parra da Silva, os recursos hídricos que passam nestes 89000km2 sem os aproveitar, queimamos as nossas florestas impunemente, e esperamos que a natureza nos ature sem queixa…
Pois. Mas ela não nos atura. A seca está aí e mesmo que melhore nada será como, dantes.
Os processos naturais não são somente irreversíveis – deixam marcas para o Futuro.
Lembro-me do presidente americano, Cárter, que perante uma grave crise energética teve a coragem de dizer aos americanos – usem camisolas de lã, e desliguem os aquecimentos.
Alguém tem de começar a dizer o mesmo em Portugal. Para bem dos portugueses e portuguesas que ainda não nasceram, pelo menos esses…

Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 22:29
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds