Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2006

Ah esta velhinha Luanda, sempre bela, sempre feiticeira…

Fazer 430 anos é obra, é sinal de estabilidade, de continuidade de aceitção por um Povo que convive nesse espaço urbano.

Foi o que sucedeu a Luanda, essa nossa capital, essa obra mestiça feita de paixões, de amores, de desejos, de ambições e, claro, também de guerras, mortes e ódios.

O arquitecto Benga Pedro dissertou, a 25 de Janeiro, em Luanda, sobre, precisamente, Luanda.

Luanda que foi feitoria colonial, que foi capital colonial, que é capital de País Independente, é, para este arquitecto, exemplo, referência, face a correntes arquitectónicas modernas, de adaptação ao ambiente envolvente.

Luanda que se foi construindo entre ocupações múltiplas, de um espaço naturalmente existente, em geral servindo de ponto de partida para o interior, de ponto de chegada e partida para o resto do mundo, por isso odiada e amada, por isso desejada, por isso também, muitas vezes, intocada.

A Luanda da expansão, a Luanda do comércio, a Luanda da politica, interna e externa, a Luanda das revoltas, a Luanda dos poetas, a Luanda dos jornalistas, a Luanda do 4 de Fevereiro, do 29 e 30 de Setembro, mas também do 31 de Outubro, é hoje comemorada com o apoio do Programa de Luta Contra a Pobreza Urbana, sinal de fragilidade a resolver com urgência…

Esta Luanda das casas coloniais, dos “arranha céus”, dos muceques, esta incomensurável Luanda hoje de cerca de 4 milhões de cidadãos, nem todos urbanos claro, mas todos em espaço urbano e em processo de urbanização, tem de mudar, de regressar ao seu orgulho de antanho, aos tempos em que batia o pé e trabalhava, de dia e farrava de noite.

É esta Luanda que nos faz falta, não a Luanda saudosista, mas a Luanda que sonhou independências logo no século XIX, que escreveu que antes o Brasil que o colonialismo bacoco antes de ser moda dizê-lo e escrevê-lo, a Luanda que explicou, em principio de século, ao restantes espaço de expressão portuguesa que ser racista era, antes do mais, prova de idiotia chapada…

É esta Luanda que eu conheci, que eu vivi, que amei e onde me fiz homem, que necessita de renascer, batendo o pé, afirmando que resolvida a Independência venha a Justiça Social, venha a Democracia, venha a Opinião, venha o Trabalho e a Riqueza para Todos.

É uma Luanda que vai acontecer, a prova está nestas novas gerações que se batem, por eles, pelos Angolanos.

Não enjeito, claro, pelo contrário amo, a Luanda da Ilha, a Luanda do Mussulo, a Luanda elitista, porque ela é necessária para nos dar a noção da disparidade a resolver.

Mas continuo nesta minha mania de amar os que negam e dizem falta ainda algo, falta o mais a que temos direito.

Foi Luanda que me ensinou, foi Luanda que me fez assim, apreciando a vida, amando a vida, desejando, sempre e cada vez mais, a vida.

Será do espaço, será feitiçaria, ou será somente este orgulho de ser diferente, de desejar diferente, de querer o diferente?

Que interessa?

O que interessa é que Luanda, para já, continua viva e fez 430 anos.



Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 16:23
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds