Sexta-feira, 29 de Junho de 2007

Lisboa Aquela Capital Europeia Esquecida….

Lisboa é mais que uma capital europeia. Lisboa foi Centro de espalhamento de populações vindas do mar em tempos idos, foi Capital de uma Expansão Religiosa, foi um Sonho de Construção de um Reino, Universal, Templário, foi Capital de um Império de Raiz Religiosa, foi Capital de um Império tão somente, foi Capital Colonial, e hoje, só hoje, é uma capital europeia.



O meu amigo João Soares foi o Presidente de Município que melhor a compreendeu.



No contexto acima.



Os amigos dos Velhos do Restelo empurraram-no para fora da Presidência do Município.



Hoje Lisboa é uma Urbe triste.



As ruas estão estragadas, os jardins abandonados, os espaços verdes degradados, os edifícios dia a dia envelhecidos, o património desprezado, as Pessoas stressadas, a Pobreza campeia, o envelhecimento domina-nos.



E, ainda por cima, Lisboa está falida.



A classe política aparentemente despreza Lisboa, não gosta do seu Estuário, da sua luminosidade, da acalmia das suas águas.



E ignora Lisboa, faz dela um palco de jogatinas.



Não é importante que se confunda a EPAL com a EPUL e a EPUL com o IPPAR, o importante é que mesmo os lisboetas não se sentem tal.



Um cidadão de Roma é Romano e se não o é, vivendo em Roma, depressa aprende a sê-lo.



Um cidadão de Paris é Parisiense e se não o é, vivendo em Paris depressa aprende a sê-lo.



Etc.



Um cidadão de Lisboa só sabe que paga mais impostos e vive pior, para ter o direito a viver na capital…



Vamos ter eleições Municipais.



Nela temos um candidato forte, António Costa, que se apresenta enquanto o brilhante ministro que é, dois candidatos de contestação, um candidato de Oposição, Fernando Negrão, que já mostrou que não conhece Lisboa, (qualquer lisboeta distingue a EPAL, para quem paga a agua, da EPUL…), e dois candidatos do controlo critico, o Zé e o outro.



Teremos dois anos para neutralizar os resultados da gestão danosa de 6.



E deveremos ter o direito de sonhar que teremos de seguida 4 anos de reconstituição do Sonho que se bloqueou nos dois últimos mandatos….



António Costa pode, com a Presidência da Câmara Municipal de Lisboa, tem todas as condições para tal, ser o Presidente da reconstrução pelo Diálogo e pela Participação. Porque se o Rigor, hoje, é essencial, é determinante acrescentar-lhe o Diálogo e a Participação enquanto elementos de Recuperação da Alma Lisboeta.



Por forma a fazer do Cidadão de Lisboa, o Lisboeta, o Alfacinha.



Dialogar e Participar não é alimentar os pequenos negócios dos dias das Festas dos santos populares, é abrir espaços de Diálogo sobre a Baixa Lisboeta, entre alfacinhas e proprietários, por forma a termos de novo uma Baixa Lisboeta.



Dialogar e Participar é abrir espaços de Diálogo entre a EMEL entre alfacinhas e a EMEL para determinar o como encontrar os locais de estacionamento sem pagar fortunas.



Dialogar e Participar é abrir Carreiras da Carris para além das 23h, em Dialogo entre os alfacinhas e a Carris.



Dialogar e Participar é ter os Passeios de pedra alfacinha construídos de forma a que neles os alfacinhas se passeiem sem andarem inclinados à esquerda, à direita, ou sem enfiarem os sapatos entre buracos de pedras inexistentes…



Dialogar e Participar é acabar com tubos de metal ou de cimento a entupir passeios em nome de automóveis e contra as Pessoas.



Dialogar e Participar é Animar os Jardins em dialogo entre os alfacinhas e o Poder Local.



Dialogar e Participar é reordenar a estruturação do Poder Local reduzindo as Juntas de Freguesia dando-lhes massa critica suficiente.



Dialogar e Participar é limpar as ruas, ordenar as estradas, arranjá-las, apoiar os comerciantes, animar a cidade, apoiar os Jovens no desporto, no Lazer e na Aprendizagem.



Inserir os Adultos e os Jovens em fase de inserção na Vida Activa.



Qualificar, escolar e profissionalmente os Lisboetas.



É também dar animação e Vida a um Estuário habituado a ser espaço de Vida também Humana, dar ânimo aos pulmões de Lisboa, integrar os subúrbios com Lisboa, fazer da noite de Lisboa uma noite Lisboeta e não somente uma noite como outra qualquer.



É dar Segurança aos alfacinhas com Dialogo e Participação, dando-lhes a informação dos impactos ambientais que sobre ela fazemos, e não somente dar mais Polícia, que também é útil.



É fazer com que Lisboa Viva, enfim.



António Costa é um cidadão que não confunde a EPAL com a EPUL e que sabe quem é o IPPAR.



É pois o melhor candidato dos presentes.



E, sobretudo não é somente mais um Zé, nem de cherne, nem de chiste.



Porque Lisboa não vive somente de cherne e de chiste.



Não pode fazê-lo.









Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 10:01
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds