Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

um texto deliciosamente critico do meu amigo Carlos Muralha

Amigo Joffre,



Concordo contigo, aliás há coisas que parece que são coincidências, pois era para te escrever hoje a propósito do Prós e Contras de ontem sobre esta polémica recente da lei do Tabaco. Mas já lá vamos, primeiro vou fazer um comentáriozito ao teu texto abaixo que conforme disse de inicio concordo absolutamente.



1) Acho muito bem que logo no inicio do teu texto esclareças o aproveitamento politico que o PP está a fazer das ideias que nasceram á Esquerda e só não foram desenvolvidas por verdadeiros democratas porque o governo de direita e os grupos de pressão de direita que nos governam neste momento não o permitiram. È absolutamente vergonhoso o aproveitamento politico do PP ao dar possibilidade á população de poder participar (ou reclamar, como quiseres) sem dar o devido crédito e mérito aos grupos de Esquerda que tiveram estas ideias mas foram castrados na sua liberdade.

2) Em relação há perseguição de que foste alvo somente um governo de direita chefiado pelo António Guterres (1999-2002) poderia iniciar um dislate desses.

3) Não estive recentemente em Paris, mas tenho tido a felicidade nos últimos anos de ter estado em Bruxelas, Milão, Roma, Florença, Veneza, Zurique, Londres e Madrid e posso confirmar que aquilo que tu viste em Paris é igual em todos estes locais, aliás só assim acontece porque os governos de esquerda que estão no poder não têm a subserviência e porque não dizê-lo a falta de coragem e verticalidade que o nosso governo de direita tem.

4) Em relação ao mau serviço prestado pelos locais que frequentas, este teu amigo que como sabes tem muito mau feitio defende que somos nós que o podemos resolver. Assim e para o caso de não saberes existe pelo menos 20 a 30 locais num raio de 1Km de tua casa onde podes comprar os jornais e 40 a 60 locais onde podes tomar o café exactamente há mesma distancia. Eu por exemplo quando habitava em Lisboa (zona da Pç. Chile) deixei de ir a dois cafés onde fui mal servido, três vezes seguidas, apesar de os frequentar há mais de 20 anos. Bom mas isso sou eu que sou de esquerda.

5) Se me permites uma pequena discordância, penso que o problema não é em primeiro lugar falta de formação cívica e profissional (apesar de compreender perfeitamente porque é que dizes isso) mas sim falta de educação e isso é muito mais difícil de resolver porque nasce e cresce no seio da família e da escola (pré-primária e primária). Aliás eu que tive a felicidade viver num regime de esquerda durante muitos anos ainda me lembro por exemplo dos puxões de orelha que levava nos transportes públicos se não me levantava para dar o lugar a uma pessoa mais velha, ou os olhares do meu pai se por acaso interrompia um adulto quando ele estava a falar ou me metia nas conversas que não me diziam directamente respeito, ou das regras de boa educação e civismo que tinha de cumprir na escola perante contínuos e professores, etc. etc. Mas enfim isso sou eu que tive a felicidade de viver num regime de esquerda. Desde há 35 anos, mais ou menos, que vivo num regime de direita e habituei-me a ver as crianças a fazer birras no supermercado sob os olhares condescendentes dos pais, pois educar é castrar os meninos, habituei-me a ver os alunos faltarem ao respeito aos professores pois estes têm de ter em atenção os meios sócio-economicos das crianças, habituei-me a ser mal tratado nos espaços públicos pois isso do cliente ter razão é um revivalismo salazarista que não pode ser alimentado, habituei-me a toda a gente se tratar por tu pois respeitar no trato é fascizante e castra a verdadeira igualdade do ser humano e habituei-me a muitas mais coisas que só nestes governos da direita portuguesa (atenção a este pormenor) é que felizmente existem estas preocupações.

6) Concordo também contigo quando dizes que o Sr. António Nunes tem todo o direito de fumar uma cigarrilha pois isso é exercer livremente o seu direito de consumidor. Aliás longe de mim pensar que ele o fez por se considerar acima da lei. Aliás neste país tão bem comportado e obediente em relação ás directivas comunitárias os governantes não se acham acima da lei, aliás só quero acreditar que o Nobre Guedes fez uma casa de 250 m2 no parque protegido da Arrábida porque não era governante e se a Dra. Maria Silva fez uma moradia de 400m2 (não é exagero) em cima das dunas do Guincho não foi porque entre o Maria e o Silva tinha o apelido Espírito Santo, e o vice presidente da Câmara de Vendas Novas se tem postes de iluminação da EDP dentro da sua propriedade privada não é por ser vice presidente da camara e líder do PCP no conselho, etc., etc. Porem já agora o que não percebo é porque é que após o Sr. António Nunes ter fumado a cigarrilha veio o Sr. Boy George (diz lá se não é parecido com mais 20 anos em cima) dizer que a lei não se aplica aos casinos.

7) Aliás atacar a ASAE é um pouco como dizer mal de um jogador de futebol do nosso clube e não se referir ao Presidente que o comprou. Ou será que estou a ver mal o caso.





Agora e após os comentários que já vão mais longos do que eu pensava, gostaria de te propor uma ideia que eu tive ontem durante o Prós e Contras da RTP1, ouvindo o Sr. Boy George director geral de Saúde. Para alem de ter ficado mais esclarecido em relação á lei do tabaco, pois segundo o dito Sr. ela não se aplica a Casinos (porra que os gajos estão ligados ao Stanley Ho e ainda pode vir para aqui alguma tríade) não se aplica ás discotecas (porra que esses gajos têm armas e não são para brincadeiras) não se aplica aos bares noturnos (porra que aí podemos meter-nos com o negócio da noite e já nos basta o Apito Dourado), não se aplica a fábricas de automóveis e outras (porra que nos faz falta a Autoeuropa, o IKEA, etc.) e para alem dela não se aplicar a todos os que possam provar ser perigosos, disse este Sr. a determinada altura e passo a citar:



- Para a degradação da qualidade do ar através de monóxido de carbono só há uma coisa pior que o tabaco, que são as lareiras e braseiras.



Ora estava eu ouvindo isto e lembei-me, e se nós iniciássemos uma campanha para proibir as lareiras e braseiras. Como é meu hábito comecei imediatamente a listar prós e contras e permissas. Assim:



PERMISSAS e PRÓS



1) Queremos que todas as portuguesas e portugueses morram saudáveis

2) Cerca de 75% da população vive nas grandes cidades e não tem lareira.

3) Os habitantes das grandes cidades são fast-food depentes a todos os níveis inclusive mental, se nós dissermos que é uma directiva comunitária eles compram e apoiam.

4) Se mesmo assim não chegar podemos sempre acenar com os fundos comunitários que podemos perder se não o fizermos

5) Podemos completar o plano de desertificação do interior agrícola e florestal.

6) É bom para a floresta e para a especulação de madeiras para lareira. Teremos o apoio das organizações ecologistas. È preciso ter em conta que os dirigentes destas associações nunca viram um frango ou uma perdiz a não ser no prato, por isso comem tudo.

7) Os inspectores da ASAE terão de ir para o interior do país, como o TOM TOM não cobre a maior parte dos caminhos rurais, com alguma sorte vão-se perder e desamparam a loja.

8) Outras que agora não me lembro.



CONTRAS



1) O Sr. Antonio Nunes e o Sr. Boy George têm cara de quem tem lareira em casa

2) Os nossos patrões europeus quando nos vêm visitar nas férias apreciam uma lareirazinha



Mas enfim não custa nada tentar e sempre nos dava uma visibilidadezinha.



Abraços

Carlos
publicado por JoffreJustino às 12:07
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds