Segunda-feira, 6 de Julho de 2009

Um Apelo Aos Intelectuais de Esquerda

A Esquerda surge junto dos Cidadãos e Cidadãs deste Pais dividida como nunca, na verdade em um estado de divisão que nem se viu ao tempo do 25 de Novembro de 1975, quando a divisão do Mundo bipolar de então, entre a URSS e os EUA, quase que impunha essa realidade.

O grau de ofensa, de maledicência, de aliança táctica e não explicita com a Direita, por parte do PCP e do Bloco de Esquerda, vai a pontos nunca vistos e o caso Bernardino Soares/Manuel Pinho é de tal somente mais uma prova.

Por outro lado, à Direita, vivemos tempos da mais descabelada mentira e propaganda contra este Governo do PS.

Anotemos alguns casos, somente alguns,

• A PT “decidiu” adquirir o capital social na TVI de uma empresa que se denomina PRISA. Ora o engraçado é que a PRISA é uma “empresa socialista” espanhola e tendo detido o capital social desta TVI nunca se viu que tal tenha sido impedimento para que a TVI fosse não só um canal de televisão de Direita como, sobretudo, fosse um canal de televisão de referencia à Direita, como é visível na sua programação, na forma como “organiza” e divulga a informação e não só no tal “programa de informação” de uma cidadã que visivelmente desconhece o que é o jornalismo e que ocupa o espaço televisivo que ocupa, às 6ªs feiras, por ser familiar de quem é.
• O JN despediu jornalistas, ao que parece o Publico avança no mesmo caminho e o silencio à Esquerda do PS sobre o assunto foi e é total. A pressão que este ambiente gera em momento eleitoral em nada ao que parece incomoda o PCP e o Bloco de Esquerda, sendo certo que em nada se pode acusar o PS desta situação, (razão do silencio?).
• O Publico, o DN, o JN, o SOL, a SIC são meios de comunicação que assumiram explicitamente posicionamentos de Direita, de apoio ao PSD, sendo certo que a SIC é inclusivamente detida pelo militante nº 1 do PSD. Este controlo da comunicação social é olhado com total silencio pelo PCP e pelo Bloco de Esquerda
• Uma leitura simples e na internet da composição da administração da PT mostra sem dificuldade que nenhum dos seus elementos tem a necessidade de “servir” este ou qualquer outro governo, até dada a sua carreira profissional especialmente internacional. Que a Direita escamoteie esta realidade é inaceitável que a esquerda o faça
• O PS recebeu uma governação de um País, este País, Portugal, em estado catastrófico e o PCP e o Bloco de Esquerda sabem-no bem. Um País viva ou não na União Europeia tem regras a cumprir de sustentabilidade que não permitem o descalabro orçamental e financeiro em que o País estava. Ora desde o inicio da governação o mote do PCP e do Bloco de Esquerda passou por esquecer esta realidade financeira do País.
• Em finais de 2007 o ministro Manuel Pinho entendeu dizer que o País tinha ultrapassado a crise. Foi violentamente criticado por tal, e mais, aquando do encavalitar da crise internacional sobre o findar de uma crise interna, de novo caiu sobre este Ministro um cerrado ataque feito pelo PCP e pelo BE em volta “dos erros” deste ministro, escamoteando-se o facto desta crise internacional ser absolutamente inesperada por fabricada nas instancias financeiras internacionais a partir de produtos financeiros no mínimo fraudulentos
• O caso FREEPORT é exemplar. O “Serious” Fraud Office que já denominei de Faulse Fraud Office, serviu objectivamente a Direita com acusações que não consegue, agora provar. Recusa-se então a fornecer a informação solicitada uma PGR, (que de independente nada tem…), … o que faz a TVI que há dois meses mostrava o “Serious” Fraud Office como o exemplo co combate à fraude? Agora diz que este está bloqueado pelos trabalhistas britânicos…
• A OCDE tem 57 milhões de desempregados no seu espaço. Só em Janeiro a RP da China enviou para os campos, de novo, (e isto quer dizer para o desemprego,..) 20 milhões de pessoas. A Espanha aqui ao lado tem 20% de desempregados. A França e a Alemanha já iniciaram os procedimentos habituais de fecho do seu mercado ao ponto de o assunto ter tido de ser discutido no Conselho de Ministros da União Europeia. Portugal é um país que tem uma economia que necessita como a boca de pão de uma intensa actividade exportadora, para crescer. Ora o fecho das fronteiras, a redução das importações, é o apanágio da economia de hoje e não o contrario. Por isso fecham todos os dias empresas em Portugal, pouco ou quase nada podendo o governo fazer perante tal. Ora o que fazem o BE e o PCP? Dizer, em plena crise mundial e para uma economia que vive de e para as exportações, que o Governo não cumpriu o programa eleitoral anterior de recuperar 150 000 postos de trabalho!
• E, quando a actividade do Governo salva uma Empresa, como a Mineira de Aljustrel, o PCP e o BE, achincalham a situação ofendem o ministro em pleno debate parlamentar, (ao ponto de nem surgir para o publico as afirmações de Bernardino Soares…), servem objectivamente os interesses da Direita!

Poderíamos avançar bastante mais, (como recordar o papel da CGTP na defesa, e bem, de modelos de Avaliação de Desempenho para as empresas e a recusa da CGTP e do seu sindicato de professores de uma avaliação que ultrapasse a autoavaliação…), mas penso ser desnecessário.

Cabe pois aos Intelectuais de Esquerda forçarem o PCP e o BE a assumirem outro comportamento e a centrarem a sua actividade na critica da Direita e não na critica da Esquerda. Criticar o PS e a sua Governação é uma atitude normal em Democracia, limitar a sua actividade à critica do PS esquecer a critica à Direita, anular-se mesmo na critica à Direita é algo de impensável na Esquerda, a não ser que se esteja objectivamente a desejar que a Direita regresse ao Poder.

Cabe aos Intelectuais de Esquerda exigir que as Televisões passem as afirmações de Bernardino Soares que originaram os gestos do ministro Manuel Pinho, por forma a haver uma posição popular justa perante o sucedido.

Note-se que e já o afirmei demasiadas vezes, vivemos no país do Bocage, e das anedotas porno, do Bordalo e do manguito que está espalhado de norte a sul do país, do Luis Pacheco, etc. É pois inaceitável o posicionamento de Francisco Louçã, de virgem “crist㔠ofendida, (quando nem dele se tratava…) e, claro, sobretudo o de Bernardino Soares….Estas atitudes de Pessoas que se assumem de Esquerda são razões que levam ao crescendo do conservadorismo cultural em Portugal e não ao reforço cultural da Esquerda!

Cabe aos Intelectuais de Esquerda exigir que a Esquerda se concentre na critica da Direita e não na critica da Esquerda, do PS.

Cabe aos Intelectuais de Esquerda exigir à Esquerda que caminhemos para a Unidade e não para a Divisão e, com tal, para uma vitória da Direita, em especial em plena crise mundial, a não ser que queiramos entregar os trabalhadores, os mais desfavorecidos, ao selvático neo liberalismo que visivelmente se aproxima!

Cabe aos Intelectuais de Esquerda dizerem publicamente que a Direita domina os meios de comunicação social de forma escandalosa, que com eles está afazer a mais descabelada e enganosa propaganda e que urge pôr fim a tal, com a intervenção da Alta Autoridade para a Comunicação Social e da Assembleia das Republica!

Cabe aos Intelectuais de Esquerda surgirem publicamente em defesa de uma Campanha Eleitoral feita de Verdade e não da mais pura e selvática manipulação!

A Praça é do Povo como os Céus são do Condor, escreveu um poeta Brasileiro, republicano e antiesclavagista, Castro Alves. Pois é tempo de dizermos e fazermos o mesmo aqui e agora em Portugal!

Peço pois aos Intelectuais de Esquerda que se disponibilizem para actividades de rua em nome de uma Campanha Eleitoral de debate e não de chicana, de uma Comunicação Social Aberta e não enquistada à Direita, e de uma Esquerda que se reconheça no Diálogo e não na Ofensa.


Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 10:44
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds