Quinta-feira, 16 de Julho de 2009

A Unidade à Esquerda está a Construir-se no Terreno do Combate que se Avizinha

José Saramago, Carlos do Carmo, José Sá Fernandes, Helena Roseta, são alguns dos nomes que deixam envergonhados o PCP e o Bloco de Esquerda, regressados que estão aos tempos da “revolução” gonçalvista, tempos em que o PS era a incarnação do mal, para esta camada sócio política portuguesa.

Recordo esses tempos pois Alberto João Jardim, com a sem vergonha que é característica daqueles a quem faria bem uma auscultação do teor de álcool no seu interior, assumiu o que Manuela Ferreira Leite, mais envergonhadamente também já assumiu – a necessidade de uma ditadurazita em Portugal, (ela por “seis meses”, ele não se sabe bem por quanto).

O 25 de Novembro foi um acto democrático. Naquele dia assumiu o país a maturidade democrática e com ele foi possível travar os ímpetos golpistas de alguns dos comunistas e udpistas, sendo que, para tal, se contou também com o bom senso, pelo menos, de Álvaro Cunhal e também os ímpetos anticomunistas de uns tantos e que iam no sentido do que ora A.J. Jardiim deseja, a ilegalização dos comunistas, e que então foi travado com as posições de Mário Soares e de Melo Antunes .

Sofreram com tal os PALOP e Timor é verdade.

Naqueles países a ditadura impôs-se e ainda existe, excepto em Moçambique, em Cabo Verde e em Timor. Em Angola vive-se no mínimo uma “democracia musculada e mexicanizada”, e na Guiné Bissau vive-se desarticulação total do Estado que nunca recuperou da “democracia popular” imposta no pós Independência.

O discurso, transformado em proposta de “revisão constitucional” do PSD, travestido de M, (de Madeira supõe-se), onde se defende ao “ilegalização dos comunistas” é um aviso aos resultados das alianças de facto, do PCP e do Bloco de Esquerda com a Direita da Comunicação Social e com a Direita política e complementa bem a ditadura de “seis meses” da leader do PSD. O objectivo destas alianças de facto, terão como resultado, mais do que querer impor a derrota dos Socialistas, impor na verdade uma ditadura em Portugal, travestida à angolana, onde toda a Esquerda sofrerá.

Caberá à direcção do PCP e do BE assumir os resultados do seu sectarismo quando tal suceder, quando o Alberto João Jardim assumir de facto o poder que já tem no PSD, dados os resultados eleitorais que consegue à custa dos impostos que nos rouba “no continente cubano”.

Do outro lado, do lado da Esquerda, iremos batalhando pela Democracia, por via da Unidade na Esquerda, nestes tempos de crise mundial, de crise importada por Portugal dadas as suas características seculares e de sustentação, por entre todas as dificuldades, de uma economia altamente fragilizada por anos perdidos de má gestão dos financiamentos comunitários nas décadas de 80 e 90, de gestão PSD, do PSD do BPN e do BPP, recorde-se.

As eleições Legislativas e as Eleições Autárquicas estão à porta.

O sectarismo à Esquerda a manter-se, conduzirá à vitoria da Direita e, com ela, a mais Desemprego, a mais falências, a menos despesas sociais, enfim ao Estado minimalista que a Direita sempre defendeu em Portugal, e à fragilização da economia social, só que, agora, com o argumento da crise, que nascerá de imediato, mal os resultados eleitorais mostrem a vitória da Direita.

Cada um que assuma a sua responsabilidade, mas, à Esquerda, garanto que serei dos que a assacarei a quem de direito.

Entretanto continuo a recordar – é tempo da comunicação social televisiva e de o Publico porem à vista de todos os dichotes de Bernardino Soares contra Manuel Pinho, é tempo do PCP e do BE assumirem que devem responder ao desafio que lhes fez a Secção Almirante Reis do PS/Lisboa para um debate politico sobre o sucedido na AR.

Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 15:34
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds