Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

A Menina Rabina….E Os Debates que começaram

A Manelinha Moura Guedes não é a Mafaldinha.

A Mafaldinha era contestatária a Manelinha é reverente do real poder, o económico.

A Mafaldinha era crítica a Manelinha é mal educada.

A Manelinha tinha (e tem) um objectivo – ser saneada, para ser heróica e vitima. A Mafaldinha tinha também um objectivo - queria que acordássemos para a vida.

Eis a única semelhança entre a Manelinha e a Mafaldinha – o terem persistentemente um objectivo!

Mas ninguém, já, liga à Manelinha. Nem o Governo nem as Pessoas, (à excepção claro das elites de direita que se deliciam com as suas má criações reaccionárias e as suas mentirolas).

A Manelinha viveu incólume, mas sempre à procura de ser saneada, até que o Bastonário da Ordem dos Advogados a pôs, definitivamente, na ordem, colocando-a no devido lugar – o das meninas que antes eram educadas com pimentinha na boca por nada mais ter resultado!

Pois por consequência deste acirrar da Direita em toda a Comunicação Social, com centros na Manelinha rabina e mal educada e no reverente José Manuel Fernandes, houve dificuldades na organização do debate e houve a socialista necessidade de se demarcar de uma estação televisiva que, sendo de capitais socialistas, espanhóis, sempre, em Portugal, foi da mais reaccionária das direitinhas europeias, colocando o debate fora do espaço desta estação televisiva, que, sendo de capitais socialistas, espanhóis, inventou até hipotéticos “saneamentos” para cobrir negócios de platina, à direita claro, para o chefe que dela fugiu a sete pés.

E, entretanto, lá continuam as tendências para o crescente controlo, à Direita, da Comunicação Social…

Mas vejamos o debate,

Como diz o DN, Paulo Portas, que jogava em casa com a amiguinha Constança e Sá a “mediar”, o CDS/PauloPortas rompeu as regras para falar da “alta carga fiscal”, fora dos temas acordados para debate.

Como voltou a romper aos 20 minutos aos 20 minutos de debate.

Elitista, mas com papás mal educados também, a Direita portuguesa é incapaz de cumprir regras. Enfim, as usual…

Curiosamente, o Publico não se referiu à diferença que Socrates acentuou, na Economia – enquanto que os Governos de Manuela Ferreira Leite e Paulo Portas, ditos defensores da economia de mercado, apoiaram 1500 empresas, o Governo Socialista apoiou, já, 40 000.

E entristeçam-se Anacleto Louçã e Bernardino Soares – infelizmente não existem 40 000 grandes empresas em Portugal, pelo que falamos de PME.

Boicotado por Paulo Portas, com o silencio cúmplice da amiguinha Constança Cunha e Sá, o debate centrou-se o passado e não evoluiu para o futuro para as propostas de cada um, o que José Socrates não pode permitir que suceda em próximos debates.

Mas, na verdade, José Sócrates mostrou a obra do Governo Socialista, na Educação, com obra feita nas infra-estruturas, nos resultados escolares, nos equipamentos sociais, e falhou certamente por se sentir pressionado pelas ultimas intervenções de alguns socialistas contra a Ministra da Educação, a melhor Ministra da Educação dos últimos 70 anos, a não a defender, por causa “dos professores”.

Erro porque “os professores” não mudarão de opinião e erro porque a Ministra tem razão, mesmo que tenha sido envolvida em um modelo demasiado burocrático, e em um processo demasiado acelerado. O que José Socrates deveria ter lembrado era que à excepção dos professores, todas as restantes profissões têm, e bem, de progressivamente, modelos de avaliação de desempenho a cumprir.

No restante José Socrates esteve bem melhor que Paulo Portas, feito quase menino rabino também, e de “pezinho na chinela”, o que nada trouxe de novo a esta Direita que se recusa a saber perder.

Custa, é evidente, defender um país e um governo quando vivemos com quase 10% de Desempregados, mas é bom recordar os 12% do ”exemplo, neo liberal, irlandês” que será para onde Manuela Ferreira Leite e Paulo Portas, com a conhecida ajudinha de Anacleto Louçã e Bernardino Soares, nos querem empurrar.

Numa Crise Mundial, que se encavalita numa Crise de Endividamento Público, que Durão Barroso, Manuela Ferreira Leite e Paulo Portas deixaram, fica difícil governar, com soluções que gerariam somente mais endividamento publico, pensando em reduções de impostos, ou em relaxe fiscal.

Mas, na verdade, foi feita Obra e José Socrates mostrou-a.

Terá é, em próximas prestações, partir sempre da obra feita, evidenciando-a, para o que vai fazer ganhas as eleições, e, de seguida desenvolver sempre o que o distingue das Oposições e das “Manelinhas” deste Mundo…e que não se preocupe com as “castas”.

Elas não votarão tão cedo no PS, sendo certo que a prazo, com a vivência profissional, entenderão a razão da Ministra da Educação.

Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 13:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds