Terça-feira, 31 de Maio de 2011

À 2ª e 3ª É Sim, à Sexta É Não

O diário Publico é assim, o exemplo do diz que diz e não diz para depois se desdizer do que disse e do que não disse. Até nas sondagens! Eis porque não descola de ser um jornal que não vende, (´we o mercado enfim…não é?...e ainda o vamos ver a fazer como a Sábado que entrega 4 revistas pelo preço inferior ao de uma e ainda dá brinde…para ver se vende…!) Estes são aliás os media portugueses em geral, que até são capazes de desculpar o Marcelo Rebelo de Sousa de usar um tempo de antena que não paga , para fazer publicidade do seu partido, como vimos ser feito! Mas que ao mesmo tempo escorregam tendo de assumir que Passos Coelho, segundo Rebelo de Sousa, é “menos mau”, porque ainda há jornalistas! Assim, segundo o “analista” Rebelo de Sousa, mais vale que o seu país seja governado pelo “menos mau”… e alguns de nós ainda aceitam ser assim menosprezados… Esta é a comunicação social que temos – péssima e pessimista, por se entender a composta pelos, sim pelos, imagine-se, melhores do país! O que não é verdade, sendo aliás tal prova de absoluta arrogância! Nas sondagens, que ora dizem ora desdizem, mas também na forma como desvaloriza, ela sim desvaloriza, a classe política, insinuando que são “os políticos” que não quiseram debater o país, a crise e as suas soluções especificas para a superação da Crise. E, assim, desvalorizam a Democracia que a sustenta! Porque na verdade, houve debate político, houve documentos explanando o feito, o não feito e o por fazer, (tenho à minha frente o Documento 12 Marcas de Mudança, do PS, por exemplo), e nos debates houve troca de opiniões, agressivas algumas mesmo, sobre o feito e o não feito e o por fazer, como, nos comícios, sucedeu o mesmo. Mas, sempre que tal aconteceu, a comunicação social, os “jornalistas”, entenderam bem, do alto da sua cátedra, minimizar o sucedido. Alimentando o fait divers, o diz que diz, e as partes baixas dos discursos, transformando este debate eleitoral num “campeonato de box”. Enfim, todos eles, dos directores aos jornalistas, Formação Profissional com eles, e sobretudo feito fora da casta! Que só alimenta esse fait divers. Há pois que nos precavermos desta comunicação social que se esforça por servir o boss - e o que o boss quer é um partido que ponha fim à RTP2, que minimize a RTP e a RDP, que satisfaça os interesses lobistas do sector privado da saúde, que fragilize a relação laboral contratual, que monopolize ainda mais a distribuição, nos transportes e nos centros comerciais e supermercados e para isso necessite de uma comunicação social péssima e pessimista! Daí esta campanha feita de maledicência, que na verdade é sobretudo alimentada pela comunicação social, mais que pelos partidos políticos concorrentes. Daí que seja essencial que privilegiemos, neste momento de Crise, a Continuidade, e, assim, travemos os lobistas da pseudo mudança. Porquê a continuidade? Porque desde a saúde, à educação, à energia, à defesa dos direitos e promoção dos deveres, ao reforço da proximidade do Estado face aos cidadãos, à modernização da economia, á protecção social, muito foi já feito. Porque, gostem ou não Portugal tem resistido bem melhor que a Grécia e a Irlanda a esta Crise Global e tal porque este Governo de Sócrates mostrou ter uma estratégia. Estratégia que tem de ter continuidade para superarmos a crise, em vez de vermos a tibiez do hoje diz uma e amanhã faz outra de Passos Coelho todos os dias, numa governação que não durará! A continuidade é, claro, o PS e Sócrates. Porque foram criados 6 novos centros hospitalares, tendo havido em 2010 11 milhões de consultas, para 8 milhões em 2005. Porque até Março de 2011 foram criadas 109 mil empresas na hora. Porque todas as escola públicas passaram a ter acesso à banda larga, num acréscimo de mais de 82% Porque em 2010 Portugal apresentou pela primeira vez um saldo positivo na Balança Tecnológica Porque tivemos a Interrupção Voluntária da Gravidez e iniciou-se a regulamentação, finalmente, da Educação Sexual nas Escolas Porque Portugal é o 2º país do mundo em aproveitamento da energia éolica Porque Portugal é o primeiro país do mundo a dispor de uma rede nacional de carregamento de veículos eléctricos Porque em 2010 as exportações aumentaram 15,7% e a taxa média de crescimento anual das exportações passou de 3,2%, 2000/05 para 4,5% de 2005/10 Porque foi possível apoiar mais de 70 000 empresas Porque Portugal tem a maior taxa de crescimento da Europa no investimento em I&D Porque se criou o Complemento Solidário para Idosos Porque o investimento em acordos de cooperação com as IPSS passou de 929 milhões de euros para 1 251 milhões de euros entre 2004 e 2011. Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 14:12
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Maio de 2011

Acreditamos No Amor Não no Ódio! Somos Cristãos! Governar com Amor, Não com Ódio, É o Que Necessitamos!

Pai Perdoai lhes, eis como Jesus Cristo, Filho de Deus, ou Revolucionário, ou ambos, e que enformou a nossa Civilização, se pronunciou enquanto crucificado. E mesmo que com erros graves este é o principio da Civilização onde nos inserimos. O Amor, Não o ódio . Vivemos, ainda por cima, tempos de muita tensão, que só o Amor, a Solidariedade, ajudará a superar! Uma crise financeira grave, um endividamento externo brutal, cerca de 700 000 desempregados, milhares de famílias com graves problemas no cumprimento dos seus compromissos, e milhares de empresas com enormes dificuldades, exigem compreensão e Não ódio. Governar em Crise exige esta capacidade Cristã, que muitos, como os maçons não esquecem nunca - a de procurar perceber o outro, respeitar o outro! Ora fazer uma campanha eleitoral por querer destruir o adversário, ameaçar, dizendo que nem na Oposição o quer, é acicatar o ódio e o totalitraismo! E sabe-se sempre quando se começa a acicatar o ódio, mas Não se sabe nunca, nem quando começam nem quando acabam as consequências desse mesmo ódio! O dito “ódio de classe”, que dominava as duas facções liderantes na época, anos 20 do século XX, trouxe-nos, por exemplo, não o paraíso na Terra, mas sim o Fascismo e a II Guerra Mundial, com os seus milhões de mortos! Há, pois, que travar desde já este ódio, pois o que o país precisa é de um Governo de Amor, de Compreensão, de busca de Soluções e Não de problemas e de ódios, pessoais, de casta, “de classe”! Não se pode dizer, não basta como explicação, que Manuela Ferreira Leite “se entusiasmou”, pois já se viu, por demasiadas vezes, que esta é a sua forma de fazer política – centrar-se no ódio! Por isso mesmo, lamento mas é a minha opinião, Não pode governar, nem ela nem os que pensam e agem como ela! A Não ser que queiramos caminhar para a autodestruição! Tal qual se passa na Grécia, onde campeia a violência, tal qual se passa na Irlanda, onde campeia a frustração! Pode a comunicação social esconder agora as declarações de Manuela Ferreira Leite! Mas elas existiram, elas foram ditas, elas acicataram o ódio! Temos que precaver não que responder, e precaver é impedir que o ódio caminhe para a governação. É lamentável que haja quem pense que assim se governa e não creio, de todo, que no PSD esta orientação política dure por muito tempo. Mas o PSD já deveria ter aprendido – em 1979 acicatou o ódio e o resultado foi ter visto morrer, assassinado, lamentavelmente, por forças de extrema direita, todos o sabemos, o seu leader, Francisco Sá Carneiro. Porque o ódio traz a morte, não a Paz. E o silencio sobre declarações de ódio, a busca de esconder tais declarações nada de bom auguram, poi o que deveria acontecer era exigir clarificações e não nem justificações nem silêncios envergonhados, ou, melhor, descaradamente eleitoralistas. Felizmente, ao lado, vejo uma Juventude que faz o seu Caminho – os Acampados. Não é o meu Caminho, mas eu também não sou Jovem , mas, ao vê-los fico satisfeito, porque eles fazem por agir, defendendo o que Acreditam, mas sem ódio e com amor, divulgando o que desejam pacificamente, mostrando desde já quererem uma Democracia ainda mais aprofundada. Que hoje está às nossas mãos, com estas Novas Tecnologias, que os põem tão longe dos meus tempos com a sua idade – nesse tempo eu lutava, contra o fascismo, com policopiadores manuais, hoje, eles lutam, por Mais Democracia, com computadores, (entre eles o Magalhães), e a internet! – pois as teses Assemblistas mostram-se mais fazíveis, hoje, neste novo modelo de comunicação! É evidente que a organização da Democracia é algo que evolui e em moldes que usualmente desconhecemos mas que felizmente evolui e é do mais simples Bom senso estar atento aos modelos múltiplos que nos são propostos, em especial quando nos são propostos em lógica de luta por. Claro que a Comunicação Social hoje se preocupa com os Acampados somente enquanto noticia exótica, para de imediato a esquecer, tal como se preocupa em tudo fazer para anular a lógica totalitária do discurso de Manuela Ferreira Leite, tal como tudo fez para acicatar o ódio racista em Portugal. Fá-lo porque vive no antanho! Mas nós não! Por isso queremos precaver o Futuro e para o fazer há que impedir que esta via do ódio seja a via do país! Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 12:12
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 29 de Maio de 2011

O Ódio Como Motivação, Não É Cristão! E Proibir a Oposição Também Não! (Eu, Por Mim, mesmo que Não Concordando, Prefiro os Acampados!)

"Eu, pessoalmente, dada a atitude do engenheiro Sócrates, dado aquilo que ele diz, nem tranquila fico se ele ficar na oposição, porque acho que ele na oposição vai ser tão pernicioso para o país quanto na liderança do país, porque vai fazer a maior das afrontas a tudo aquilo que vá ser feito para cumprir o acordo que ele próprio assinou", "Pedro Passos Coelho vai-me desculpar, mais uma vez digo, eu não ando à procura de um outro primeiro-ministro, eu ando à procura que o engenheiro Sócrates saia de primeiro-ministro. E ele só sairá de primeiro-ministro no dia em que o PSD tiver mais votos do que o PS, só nesse dia". Manuela Ferreira Leite, em Barcelos, Terra de gente pacifica e de trabalho! Como é possível? Por onde anda esta senhora, que conselheiros espirituais tem, que conselheiros políticos tem? Porque, como ela disse, o que a move não é o PSD, não é o seu presidente Passos Coelho, é, somente, o Ódio! Como se pode governar um país, onde se governará para toda a gente, com este ódio como motivação? Que Paz terão os opositores perante tamanho e expresso Ódio? Até onde irá o PSD com gente com este Ódio? O que a senhora recorda, é o que ela já o disse –haja uma Ditadura, proibamos a Oposição real, o PS! E depois do PS, quem Mais!? Não, a senhora não está a fazer campanha eleitoral, está sim a fazer propaganda por uma Ditadura! Porque querer afastar o leader do partido adverso, até de ter um lugar na oposição é o quê, senão defender uma Ditadura? Passos Coelho não terá culpa, mas este apoio põe-no em culpa se ele não se afasta de tal apoio! No Brasil, Collor de Melo, um duríssimo adversário de Lula, nunca disse tamanha barbaridade e, melhor, nestas últimas eleições fazia parte da coligação que apoiava Dilma, sendo ele um liberal, soube apoiar quem tinha melhores condições para continuar o percurso vitorioso de Lula! Manuela Ferreira Leite, a dizer tamanhas barbaridades, está a sair dos valores em que diz acreditar – a doutrina social da Igreja Católica, que se baseia na Democracia e no respeito pela Oposição! Na verdade porque está esta senhora tão desesperada? Por sondagens que desconhecemos? Por ódio somente? Perante tal sugiro ainda este relato da vivencia de muitos de nós, Imaginemo-nos numa situação, normal nas Famílias - a aquisição de uma habitação com empréstimo bancário ! Quando nos sentamos no Banco limitamo-nos a ouvir, não questionamos, ou, pelo contrário, questionamos e negociamos? Mais, ouvimos somente, ou perguntamos, por exemplo, pelos prazos de pagamento, pela data de inicio do primeiro pagamento, e procuramos influenciar tanto os juros a pagar, como os prazos durante os quais teremos de pagar o empréstimo e as datas de inicio dos mesmos? Não se trataria do mesmo, quando o Governo analisou os documentos do Acordo com a Troika e o FMI, com as Oposições? Se as Oposições, estivessem realmente preparadas, em vez de escrever cartas, a fragilizar a posição internacional do pais, Não seria seu dever analisar sobretudo prazos e juros existentes no acordo, ou se não estando expressos tratar de imediato de os esclarecer? Ora relembrar o seu desconhecimento, ainda por cima com pseudo ar escandalizado, Não prova somente que estes partidos da Oposição Não estão preparados para governar? Penso que esta estranha questão, o da inexistência de informação sobre datas de inicio e prazos de pagamento do empréstimo, posta em fim de semana, mostra somente que PSD CDS PCP e BE estão somente a dizer - Não fizemos sequer o trabalho de casa! Apesar de tanto experts neles existentes, ao que eles mesmo dizem? Imaginemo-nos assim, neste estar distraído, aquando da decisão da aquisição da casa própria para a nossa Família ! Onde estaríamos senão na falência financeira de larga maioria das Famílias? Ora , Não e o que sucede, pois apesar dos fracos rendimentos médios, as Famílias portuguesas sabem bem fazer Contas e gerir estes parcos rendimentos que sempre tivemos! Como podemos então dar o nosso voto a quem se mostra tão desatento, tão desleixado, em tão importantes reuniões, que os teriam preparado para gerir Não uma Família mas sim um Pais Inteiro! Como pode ainda uma Comunicação Social Não relevar tão grande fragilidade das Oposições? As mesmas que, feitos "ricos", (que nós não somos), os levou a votar contra o PEC IV e a empurrar o pais para esta estúpida crise política, feita em cima desta gravíssima crise económica! Ora durante esse período de campanha eleitoral, vimos um mesmo comportamento irresponsável surgir também nesta dita comunicação social! Que fazer perante tamanhas irresponsabilidades? Uma única coisa – penalizá-los, Não votando neles! Rejeitar a propaganda jornalística! Na verdade, mais valem os Jovens que se denominam Acampados, eles sim com um conjunto de objectivos que desejam cumprir e atentos ao país que é o seu, mesmo que eu não concorde com eles, que estas Oposições tão irresponsáveis e querendo mal preparadas, governar! Porque eles vivem com Sonho e o Sonho Comanda a Vida e a Democracia de Hoje está bem mais aprofundada que a de Ontem e a de Amanhã será ainda Mais que a de Hoje, certamente com Mais Participação e Mais Directa Participação!
publicado por JoffreJustino às 16:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 25 de Maio de 2011

Exigir a prova ao Publico da autenticidade da sua ultima sondagem! (E quanto ao racismo anti Paquistanês…Resta o Silencio?)

Nem um dia passou e surge uma sondagem, da Universidade Católica e lá estamos de novo, 36/36 %, para PS e PSD! Bem ao contrário do anunciado pelo Publico! Jornal diário, reconhecidamente do PSD, a querer ser sério, mas que nem consegue sequer parecê-lo ! Pois chegou o tempo de se exigir seriedade! Cabe ao Publico provar da seriedade das suas sondagens! Cabe-lhe mostrar como obtém resultados que mais ninguém tem, como leva o país para as mãos neo liberais com as armas de sondagens manipuladas! Cabem também à CNE e à ERCS fiscalizarem esta seriedade! Na verdade à limites e urge que os limites sejam assumidos por quem fiscaliza a regulamentação do sector da comunicação social! Porque visivelmente está-se a assistir a uma manipulação partidária, que tem de ser denunciada imediatamente. O pais Não pode ficar prisioneiro de mentirosos, de inventores de contos de fadas, de tristes propagandistas, de baixos manipuladores e urge pôr o dedo na ferida! O reino das sondagens do Publico cheira a podre a manipulação, a maquiavélica mentira! Cheira a abuso, a possível corruptela, a tentativa de autojustificação perante o boss! Mentira tal e qual aquela que os media criaram, à volta dos imigrantes paquistaneses! Como se os imigrantes, num país de imigrantes como é Portugal, Não pudessem participar na vida política, o que até já está regulamentado! Posição de um racismo tal, que nem a filha Le Pen teria coragem de em França a escrever! Atitude racista que tem de ser penalizada pela CNE e pela ERCS urgentemente! E que estas entidades até hoje silenciaram, veja-se lá porquê, veja-se lá como o Estado é independente do Governo, quando dá jeito! Pena é que não seja sempre! Porque ambas receberam queixas varias, contra os media, sobre este assunto do racismo em volta de um grupo de Cidadãos Paquistaneses que, imagine-se, pensaram que na Democracia portuguesa podiam defender os seus pontos de vista, (!), queixas que Não podem ser caladas num pais que nos anos 60 teve um milhão de imigrantes pelo mundo fora! Já bastou ver estes jornalistas, meses a fio, a defenderem que o seu país, Portugal, era PIG, tal qual uns racistas anglófonos escreviam e eles “sabiamente” repetiam…. Esta campanha Não pode ser a campanha eleitoral do à Direita vale tudo!
publicado por JoffreJustino às 11:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 22 de Maio de 2011

Dizer Não Ao Racismo em Campanha Eleitoral! A Comissão Nacional de Eleições E A “Autoridade da Comunicação Social” Deveriam Intervir!

Dizer Não Ao Racismo em Campanha Eleitoral! A Comissão Nacional de Eleições E A “Autoridade da Comunicação Social” Deveriam Intervir! Não me interessa particularmente quem começou e quem continuou! Interessa sim assumir que somos, Todos, Cidadãos, seja qual for o Género, a Nacionalidade de origem e a Etnia e que utilizar os argumentos do Género, da Nacionalidade e da Etnia é utilizar despudoradamente a manipulação racista para obter vantagens sem racionalidade! Dizer-se mais ou menos “africano”, (eu também o sou), mais ou menos “africano de Massamá”, (ridículo e racista dixote também, dito por um socialista, eu aliás sou africano “dos Olivais”), ou escrever, com foto na primeira página, (ou na 4ª, ou na 6ª), veladas afirmações de cariz bem racista, como sucedeu hoje, domingo, 22 de Maio, é inaceitável, e mostra como os media se encontram manipulados para publicarem um certo tipo de textos, ainda por cima gravemente racistas! Talvez nunca tenham notado o sotaque de Narana Coissoró, brilhante deputado do CDS, “indiano”, ou a cor de António Tavares, empenhado autarca do PSD, “africano”, entre infelizmente bem poucos outros, como António Costa, do PS, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, “indiano”, para se lembrarem, agora, em conjunto, tal qual recado de central de contra informação, 3 jornais diários, CM, Publico e DN, de assumir o que sucede no PS pelo menos desde as Europeias de 2009! A presença, forte, de elementos da comunidade paquistanesa, nas Campanhas Eleitorais do PS, porque são militantes do PS, da secção Almirante Reis, Lisboa, porque no PS votam para os órgãos locais, concelhios e nacionais! Como poderiam ter visto, podem ainda ver, a presença de militantes do PAICV e da FRELIMO, a entrar e sair da secção Almirante Reis do PS, pois na sequencia de um Protocolo formal com estes Partidos, o PS dá-lhes, em Portugal, apoio, para as suas actividades partidárias e eleitorais, durante as suas eleições, como sucedeu bem recentemente com o PAICV! É uma questão de Solidariedade! Dar apoio e recebê-la, a comunidades que com o seu trabalho reforçam a economia portuguesa e com o seu amor reforçam até o crescimento demográfico em Portugal, em matizes de cor que são antigas neste país herdeiro de um Império de 5 séculos, é somente dar continuidade a Luis de Camões que verberou contra os velhos do restelo e a Fernando pessoa que assumia que a sua Pátria era a Língua Portuguesa, que ele sabia espalhada pelo Mundo ! Sou aqui forçado, ainda, a recordar o Marquês de Pombal, mulato, entre outros milhares, que foram importantes, na política, como na ciência, nas letras e nas artes, em Portugal! O que me leva a dizer que existe uma central de contra informação por detrás destes artigos, no mesmo dia, em três jornais diários de larga distribuição, é o facto de ter estado com esta mesma comunidade, em Beja, em Coimbra e em Lisboa, em 2009, nas várias campanhas eleitorais, sendo que na altura ninguém “deu por nada”! A Autoridade para a Comunicação Social, (hoje com outro nome…), a Comissão Nacional de Eleições, não podem deixar passar em branco estes comportamentos, estes aproveitamentos eleitoralistas, estes abusos da Individualidade dos portugueses e dos residentes em Portugal! A comunicação social, por outro lado, Tem de Vez de Aprender a Ter Algum Comedimento! Na verdade não vale tudo! Ou então só provam a necessidade urgente de haver, no mínimo, Formação Qualificante centrada para os Jornalistas em geral sobre conceitos base como a Cidadania e os Direitos e Deveres dos Cidadãos! Vai alguém acreditar que de repente e sem mais, depois de tal já ter sucedido em 2009, os jornalistas dos três jornais acima se preocupem, de repente, sobre a tipificação de um chapéu de um cidadão, (sem sequer se lembrar que Mário Soares, Presidente da República, e não inocentemente, já usou um turbante?) Envio-vos abaixo, para verem, como na Internet existe também este tipo de “militância”. Só que uns, como eu, assinam o que escrevem com o seu nome! Outros usam nomes consoante dá jeito, sempre a esconderem-se por debaixo de capas como no caso “da feminilidade”, ainda que a escrita em nada o seja! Na Internet aceita-se, é um código comum, mas na comunicação social que todos pagamos, centrais de contra informação NÃO! E quem de direito tem de Intervir e JÁ! Joffre Justino E-mail : jjustino@epar.pt Blog pessoal: coisasdehoje.blogs.sapo.pt/ Remover desta lista de distribuição De: Mariana Kauskas [mailto:kauskas@hotmail.com] Enviada: domingo, 22 de Maio de 2011 1:22 Assunto: discurso de sócrates Boa noite! Pois olhe p si Justino agradeço que n o seu afã de mostrar q o ps é bom e as novas oportunidades e n me disse qt recebe por cabeça do governo ou seja de todos nós p dar os cursos, tb n aceitou dar um curso a mim p me ajudar, e ser solidário e ainda vem deturpar o q eu disse e pôr na minha boca coisas q eu n disse. N rejeitei nenhuma parcela se n entende o q eu digo é melhor ir o senhor p as novas oportunidades pq realmente deturpar, e alterar e mentir p ter razão não pense q me cala pq engana-se muito, mas é mentiroso e já tinha notado q se n se concorda com o seu qeriducho vai de alterar e deturpar e mentir. Não lhe ensinaram os seus pais q isso n se faz??? É q a mim ensinaram e por acaso vc acha q conhece Luís V de Camões e Fernando Pessoa, Deus nos acuda com alguém q altera e mente o q será q n faz aos pobres q já n estão cá p se defender. Eu conheço todos praticamente contra as novas oportunidades taé os q lá andam acham um abuso mas claro aproveitam e fazem bem. E como o J acha tão bem pois q se calhar ganha e bem c isso, devo dizer pq n propõe tb novas oportunidades p cursos universitários??? Tipo num ano tiramos o curso??? Vá lá proponha então esses n têm direito??? Tb têm histórias de vida p contar. Qt aos imigrantes já lhe disse q falar de boca cheia é fácil, desempregue-se e comece a procurar emprego q vai ver e além disso n deve saber deles metade da missa como eu sei. N são todos mas a gd maioria e dep mesmo os q são honestos e decentes q tb os há claro mas já expliquei exaustivamente e n vou estar novamente a dizer pq é q tiram empregos e só n vê quem n quer, e n há maior cego do q aquele q n quer ver. Mas se quiser eu digo-lhe qts vezes já fui assediada tal qual a jornalista contou e dep qd se lhes agarra a mão ainda têm a lata de dizer q eu estava só a mexer no joelho, pois se n os paramos é pq deixámos se paramos é pq é o joelho e até parece q o joelho por acaso n é meu. E pior já fui agarrada tb. Mas noto q cada vez mais o assédio aumenta e isto pq de repente vieram muitas meninas q fazem uns bicos de borla, p conseguir o emprego e agora acham q tudo tem de ir pelo mesmo. Para isso tinha cedido e estava hoje mt bem na empresa onde trabalhei q por ter dito não ao assédio e ter perguntado umas coisas sobre umas pessoas q passavam á frente de outras, tive logo direito a n ser efectivada q é p aprender a ceder e a estar calada. Grande país este q as mulheres em pleno séc XXI cont a ser presa fácil e vítimas de um sistema q finge ter interesse e salvaguardá-las e é tudo fachada, como aliás o governo ps é fachada, e jobs for the boys como se tem visto e juntei inúmeros anexos q provam quem quiser peça q eu envio c todo o gosto. Depois os acautelamentos q faz são um bando de disparates, q pelo menos d emim n sabe qual a minha opinião, e eu nunca disse q se devia acabar cm aqueles serviços, e acho q expliquei e bem qual seria minha ideia e é a mesma mantém-se, n mudou. Tenho a certeza q P melhoraria com o sistema parlamentar sueco e as reformas tal como na Suiça e mts outras medidas q são pela equidade, e justiça e honestidade e moral, tudo coisas q este senhor parece não querer eu ainda digo parece, ao contrário dele q vai logo pondo na minha boca coisas q ele deturpou, inferiu e adivinhou, por isso Edu acautele-se, qd ouvir este senhor pq o q ele diz n se escreve eu limito-me ao q se passou ou passa. Ele extravasa, vai buscar coisas q ninguém falou, faz adivinhações deturpa, mente, logo com quem é q tem de se acautelar??!!! Este tipo de pessoas são perigosas e são tb das q nos têm governado e viu-se no q deu portanto está tudo dito. Por acaso tb tenho umas coisitas da Carris sim senhor e eu sou é contra andarmos a pagar passes q são caros, p estes chulos se banquetearem em gestão danosa e peculato com o dinheiro q esmifram. E já agora vai ter de mandar mts acautelamentos pq da sua lista já tive vários a apoiarem-me e até convites veja lá!!! Agora vá a correr mandar já a msg p se acautelarem. Eu sou é contra a corrupção, a injustiça e a favor de valores morais q tanto faltam na sociedade actual a começar pelos meus animais pelos quais eu e outros lutamos acerrimamente mas isso é coisa q deve ser difícil p q sua mente perceber, ainda lá n chegou. E se quer q lhe diga no meu caso o J é q está contra a corrente, os q eu conheço e como disse mts agora da sua lista pensam como eu ou idêntico, no caso do FMI comecei logo a dizer q se fosse cá.... pronto já saiu mail a dizer o q acontecia, mas aina se esquecem de 1 coisa q eu juntei, é q cá a criada ainda era acusada de difamação pelo próprio mp lambe botas q ainda usaria o parco dinheiro dos contribuintes p acusar qd o mp n acusa nestes casos e o DSKhan como se sabe é rico pois pudera!! e portanto poderia pagar e bem e deduzir acusação particular, mas o mp assim faria o seu papel de sabujo lambe botas e iria ainda meter a unhaca no magro salário da criada do hotel. Faltou esta. O conformismo é a jaula da liberdade e inimigo do progresso. John F. Kennedy
publicado por JoffreJustino às 15:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

...

…Se Nem um Junta de Freguesia Sabem Governar…. Foi domingo, a passear na Guerra Junqueiro, Junta de Freguesia de S. João de Deus, PSD, que dei por esta lixeira de plástico, (lixo dificilmente renovável), em pleno passeio de uma das mais comerciais Avenidas de Lisboa, cuja foto vos deixo, acima! Este monte de lixo que fotografei era, somente, um dos montes que se espalhavam por toda a Avenida, denotando, a) Que algumas das lojas desta Avenida têm mesmo muito pouco respeito pelos lisboetas, pelos seus consumidores e, claro por elas próprias, pois a imagem que deixam com este lixo à entrada da loja, no caso a Zara, é desastrosa de civilidade e de noção de limpeza! b) Que o executivo da Junta de Freguesia em causa, PSD, se é o exemplo de como o PSD actual governa, deixa bem claro que a gestão da Crise que vivemos, se for feita pelo PSD, será um verdadeiro desastre, como aliás já aconteceu com a governação de Durão Barroso Lisboa é uma cidade turística. Pela sua luz, pelas suas cores, pelo seu Património, material e imaterial. Lisboa é a capital deste país com oito séculos de História. Lisboa, por isso, recebe mais de uma dezena de milhões de turistas, todos os anos, que se passeiam por esta capital, que compram nas lojas desta cidade, e que querem deleitar-se com a simpatia dos lisboetas, com a sua civilidade! Não é o que o executivo da Junta de Freguesia de São João de Deus está a fazer com este deixa andar, com esta total falta de noção da essencial higiene pública! (Como, também, os serviços camarários, diga-se….)! Mas, na verdade, compete às Juntas de Freguesia, pela sua relação de proximidade com a vida, económica, social, cultural, política, a gestão, o acompanhamento destas situações onde a responsabilidade primeira compete a uma parte dos comerciantes desta Avenida! Que, neste estilo, não merecem ter loja numa avenida central de Lisboa. O curioso é que se pode duvidar da presença do executivo da Junta, perante a foto acima, tirada num domingo à noite! Mobilidade neste executivo? Parece não existir, e bem ao contrário do que defende o PSD no seu programa, segundo o seu economista maior, Catroga. Que defende que a mobilidade dos cidadãos é essencial para a reformulação e modernização da economia portuguesa. O que aliás é uma abordagem adequada às limitações da actual economia portuguesa. Só que para ser feita com uma lógica que atenda à realidade social de hoje e não à realidade social de 1973, marcelista. Hoje, uma parte essencial da população foi incentivada, desde 1986, pelo consulado cavaquista em especial, a adquirir casa própria. O que é de todo impeditivo da mobilidade das pessoas e das famílias a não ser que existam contrapartidas do Estado que incentivem essa necessária mobilidade. Pois se a economia portuguesa não pode continuar a entender-se somente dentro de um limitado território, o litoral, e a deixar o interior desertificado como está, também é certo que não é socialmente aceitável, em especial tendo em conta este momento de crise que o Estado não atenda a medidas sociais para reestruturar este modelo fixista, herdado do consulado de Cavaco Silva! Que gerou já uma cultura de fixismo que impede que a cidade de Lisboa seja uma cidade dinâmica, limpa, animada, pois uma parte central dos que usufruem da cidade o fazem somente em tempo de trabalho e não em tempo de lazer e mais, quando uma parte não negligenciável dos espaços edificados de Lisboa estão, propositadamente, ao abandono, para caírem e para originarem mamarrachos “modernos” de betão estúpido feito e que em nada protegem os cidadãos neste ambiente natural, instável, que é Lisboa! Hoje a superação da crise que vivemos tem de ser feita tendo em conta a necessidade de estruturar um modelo económico radicalmente novo, fora desta ideia de que tudo depende das Obras publicas e da Construção civil e que a União Europeia nos impede de cultivar terras, de ter industrias e de aproveitar as águas e o mar ! Tudo ideias base que estruturaram este modelo que nos conduziu à actual falência e que não pode sobreviver que queremos sobreviver! Ideias que este governo que foi derrubado pela aliança CDS, PSD, PCP, BE, estava a combater, numa lógica reformista bem positiva, mesmo que com elementos erróneos é certo, como a falta de incentivo ao crescimento da economia social laica por exemplo, e que urge permitir, nas eleições de 5 de Junho, que se retome essa via!
publicado por JoffreJustino às 15:58
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Maio de 2011

Nós Vamos Vencer A Crise!

http://letraseconteudos.blogspot.com/2011/05/declaracoes-de-jose-socrates-sobre-o.html Portugal necessita de acabar com este estado de espírito, alimentado por egoísmos de seita, negativistas, que o incapacita de, activa e colectivamente, Vencer a Crise. Andou, vimo-lo todos, o país, a angustiar-se com noticias inacreditáveis, dolorosas, que estavam a gerar um estado de espírito especialmente derrotista, de Norte a Sul, de Leste a Oeste. Ou era a Finlândia que recusaria apoiar Portugal, ou eram as pensões que não ultrapassariam os 600 euros, enfim de tudo a comunicação social utilizou, mais uma vez, para destruir a capacidade negocial deste governo liderado por Sócrates. Numa altura em que o que estava em jogo éramos todos nós! Se os jornalistas fossem a votos, eu acredito-o veementemente, e por culpa de alguns deles, estariam, nas sondagens, ao nível dos 0%, largamente abaixo do PCTP/MRPP, que os mesmos querem recusar nos debates políticos nas televisões nesta campanha eleitoral, (apesar de viverem largamente dos nossos impostos). E urge que comecemos a dizer que a comunicação social tem definitivamente que mudar! Vejam, a título de exemplo, um editorial, (não assinado claro! São sempre todos muito clandestinos…), do Publico de hoje, jornal nas mãos dos mais neo liberais do PSD, onde se titula que “afinal, José Socrates estava errado”, pois o chumbo do PEC IV não fora “o fim do mundo”… Espantoso não? Um mesmo jornal que noticiou, todos os dias, os aumentos dos juros sobre a divida publica desde a recusa, na AR, do PEC IV, sente-se capaz, (incapaz que é de reconhecer que houve uma brilhante negociação com a troika e o FMI), de insultar os leitores com um texto deste calibre, mais uma vez destrutivo. Trata-se de um editorial partidário, trata-se de um editorial do jornal do PSD, colado nas páginas de um jornal que se diz apartidário para nos enganar, a nós leitores! Vergonha, vergonha sem fim para esta comunicação social, mentirosa, abusadora, incongruente e negativista. Mais ainda, claramente sem pátria! Daí que sobreviva, esta comunicação social, de lobbies, de ajustes de contas “entre grandes”, e claro dos nossos impostos, (22% dos anúncios de hoje são estatais!) e esteja já desistente de viver dos leitores! O Acordo está no endereço acima numa página do deputado socialista de Viseu, Acácio Pinto, e merece que re ouçamos a intervenção do primeiro ministro José Sócrates, o verdadeiro vencedor contra esta espúria aliança dos CDS, PSD, PCP, BE que nos conduziu inutilmente a este agravar da Crise. Que agora, com este Acordo, pode começar a ser ultrapassada! Haja bom senso, haja solidariedade interna ao país, haja respeito pelo pensar uns dos outros e não esta triste e infeliz manipulação, que ora vivemos quase todos os dias. O país, todos nós, nacionais ou residentes, vai viver tempos bem difíceis, e em especial os altamente carenciados, os desempregados, não ou pouco qualificados que em Portugal existem. Seria de todo vantajoso que, mesmo que com diferenças que distinguem, os partidos políticos assumissem em conjunto uma posição de salvaguarda dos interesses de Portugal neste Planeta globalizado, onde Pequim exporta, com base em custos de miséria, em salários de fome, para Lisboa, autentico lixo, de baixíssima durabilidade e qualidade, o que desvirtua as regras da sã concorrência, em especial para o país medianamente pobre, como Portugal. Há que assumir atitudes não xenófobas, mas transparentes, de recusa deste lixo e de defesa da melhoria salarial na República Popular da China que se quer apresentar como a 2ª ou 3ª potencia mundial. O silencio perante estas matérias, a desculpabilização inclusive que existe quanto á forma como esta liderança de ¼ da população mundial se quer impor aos restantes ¾ tornou-se insuportável. Tão insuportável como o silencio quanto aos comportamentos de desvirtuar da economia de mercado das Agências de Notação, estas entidades que sem regra classificam organizações e Estados, como se pode classificar o serviço de uma casa de alterne. Onde, aliás elas ficariam melhor. Como sabem, tenho dinamizado uma Campanha pela Regulamentação das Agencias de Notação, em http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N6501 , que conta já com 1729 assinaturas, mas que mostra também o quão pouco eficazes somos na defesa dos nossos interesses, nesta globalizada economia! Por ora, há que assumir, o Governo e José Sócrates mostram-se bem mais eficazes que a Cidadania, apresentando-nos os resultados de uma Negociação positiva, onde inclusivamente se conseguiu dilatar os prazos do ritmo de redução do deficit agora que se lidava com um timing superior na obtenção de resultados, por consequência também da alteração de critérios estatísticos impostos de fora. Eis porque, dada esta falta de Cidadania, relevo, neste momento, a importância de dois aspectos que são determinantes para uma visão socialista moderna da Economia e da Sociedade – o papel da Economia Social que não pode continuar a ser entregue instrumento na mão de uma das Igrejas, devendo passar para as mãos de todas e todos os Cidadãos que queiram agir na Economia Social, e o papel fundamental da Qualificação Escolar e Profissional das e dos Cidadãos, Empresários e Trabalhadores, que não pode servir somente para equilibrar os custo do IEFP/Centros de Formação, instituição relevante sem duvida e merecedora de todo o respeito, mas que não pode monopolizar a Qualificação Escolar e Profissional em Portugal! Mas ainda correrá muita água por baixo das pontes do Tejo, até que terminemos este diálogo sobre este acordo troika/FMI/ Governo/Estado Português.
publicado por JoffreJustino às 15:05
link do post | comentar | favorito
|

...

No meu percurso enquanto eleitor já votei várias vezes nos chamados “partidos menores”, os que nunca tiveram um eleito na Assembleia da República. Já votei por exemplo no PCTP/MRPP, e no antigo PSR. Pago impostos e deles vivem também a RTP, a SIC e a TVI, que recebem subsídios e não são poucos, (embora a SIC e a TVI quisessem mais do Estado), e entre as razões para tal está no serviço público prestado nas campanhas eleitorais, para todos os partidos políticos. Todos vimos aliás que, durante a campanha eleitoral presidencial última, foram dois dos “candidatos menores”, Defensor de Moura e José Manuel Coelho, que mais questões éticas levantaram e que aliás tanto abespinharam o professor Cavaco Silva, hoje Presidente da República, (ainda que existam questões por resolver nesse campo…). O que significa que a presença dos referidos “candidatos menores”, partidos ou não, não é matéria menor! Porque fogem com mais facilidade aos “politicamente correcto” dos médios e grandes partidos e personalidades, assumindo mais facilmente temas éticos relevantes. Parece que as Televisões portuguesas temem os pequenos partidos e os debates com os mesmos. Não me interessa se a sua presença vai facilitar a vida ao meu Partido, o PS, ou ao PSD, ou aos CDS, PCP, BE! Trata-se de um assunto onde predomina a ética e não o interesse económico ou o “politicamente correcto”! A presença dos “pequenos partidos” nos debates inter partidários nas televisões é essencial, ponto final! E eu, consumidor das televisões, pagador para as televisões, com o que consumo e com os impostos que pago, exijo que os pequenos partidos estejam presentes em todos os debates eleitorais! Acho natural que hajam debates entre os “grandes” os tempos de antena obrigam a tal e não há razão para o impedir. Mas acho inaceitável que o eleitorado não possa ouvir os pontos de vista, em debate, dos tais “pequenos partidos”, onde já esteve o PSR, como referi, e em quem votei, e, claro, Francisco Anacleto Louçã. Sou forçado a ver, ouvir e ler, os mais estuporados dislates, em pseudo talk shows, dos sempre os mesmos, ditos analistas e intelectuais de “gabarito”, e em geral a atacar o PS! Como sou forçado a ter de assistir ao dislate que têm sido as “cartas de Catroga”, (eu que fui negociador profissional durante sete anos em meio sindical sei bem o ruído negativo que geram comportamentos como o do senhor Catroga em nada favorecedores da posição do Estado português nesta negociação, bem pelo contrario, pois só ajudam a outra parte, o FMI e a dita troika – e como eu detesto troikas!), que qualquer jornalista decente já deveria ter, simplesmente, deitado para o lixo! Sou forçado a tal pois, por exemplo, a SIC é a televisão do nº 1 do PSD, que anda de aflitos com as suas contas, e que exige a vitória do PSD a todo o custo para derrubar a RTP do mercado publicitário, com um truque nada condicente com a livre concorrência, que diz defender! Típico isto sim típico, de um neo liberal que sempre usaram o Estado, já o mostrei em textos anteriores não para promover a livre concorrência mas sim para promoverem num mercado dirigido, os amigos. Vimo-lo no Chile, vimo-lo no regime reaganiano e tatcheriano, (no segmento da Defesa), e vemo-lo em Angola, e na República Popular da China. Aliás, ficou mais uma vez provado que a eficácia dos não neo liberais é superior à dos neo liberais com a eliminação de Osama Bin Laden, num regime tendencialmente não neo liberal, dados os limites que o sistema político americano impõe, o de Barack Obama! A Democracia tem custos sim, mas os custos da Democracia são superados pela eficácia dos resultados e Portugal é disso prova, já o mostrei relevando a evolução na educação, na saúde, na habitação, na Justiça, etc, desde 1974 até hoje! Gostem ou não os fascistas, os saudosos, e os irresponsáveis e mentirosos. E um dos custos da Democracia está na exigência de ouvir os “partidos menores” durante pelo menos o período de campanha eleitoral nos debates que terão de ser abertos a todos. Político que não suporte tal tem ainda muito a aprender em matéria de Democracia e meio de comunicação social que negue tal só merece uma coisa – ser boicotado! Sou votante socialista, quase todos o sabem, mas recuso aceitar um boicote aos “pequenos partidos” seja qual for o argumento que será sempre anti democrático!
publicado por JoffreJustino às 15:05
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 3 de Maio de 2011

As Televisões e a Liberdade Em Questão! Uma Queixa Publica!

No meu percurso enquanto eleitor já votei várias vezes nos chamados “partidos menores”, os que nunca tiveram um eleito na Assembleia da República. Já votei por exemplo no PCTP/MRPP, e no antigo PSR. Pago impostos e deles vivem também a RTP, a SIC e a TVI, que recebem subsídios e não são poucos, (embora a SIC e a TVI quisessem mais do Estado), e entre as razões para tal está no serviço público prestado nas campanhas eleitorais, para todos os partidos políticos. Todos vimos aliás que, durante a campanha eleitoral presidencial última, foram dois dos “candidatos menores”, Defensor de Moura e José Manuel Coelho, que mais questões éticas levantaram e que aliás tanto abespinharam o professor Cavaco Silva, hoje Presidente da República, (ainda que existam questões por resolver nesse campo…). O que significa que a presença dos referidos “candidatos menores”, partidos ou não, não é matéria menor! Porque fogem com mais facilidade aos “politicamente correcto” dos médios e grandes partidos e personalidades, assumindo mais facilmente temas éticos relevantes. Parece que as Televisões portuguesas temem os pequenos partidos e os debates com os mesmos. Não me interessa se a sua presença vai facilitar a vida ao meu Partido, o PS, ou ao PSD, ou aos CDS, PCP, BE! Trata-se de um assunto onde predomina a ética e não o interesse económico ou o “politicamente correcto”! A presença dos “pequenos partidos” nos debates inter partidários nas televisões é essencial, ponto final! E eu, consumidor das televisões, pagador para as televisões, com o que consumo e com os impostos que pago, exijo que os pequenos partidos estejam presentes em todos os debates eleitorais! Acho natural que hajam debates entre os “grandes” os tempos de antena obrigam a tal e não há razão para o impedir. Mas acho inaceitável que o eleitorado não possa ouvir os pontos de vista, em debate, dos tais “pequenos partidos”, onde já esteve o PSR, como referi, e em quem votei, e, claro, Francisco Anacleto Louçã. Sou forçado a ver, ouvir e ler, os mais estuporados dislates, em pseudo talk shows, dos sempre os mesmos, ditos analistas e intelectuais de “gabarito”, e em geral a atacar o PS! Como sou forçado a ter de assistir ao dislate que têm sido as “cartas de Catroga”, (eu que fui negociador profissional durante sete anos em meio sindical sei bem o ruído negativo que geram comportamentos como o do senhor Catroga em nada favorecedores da posição do Estado português nesta negociação, bem pelo contrario, pois só ajudam a outra parte, o FMI e a dita troika – e como eu detesto troikas!), que qualquer jornalista decente já deveria ter, simplesmente, deitado para o lixo! Sou forçado a tal pois, por exemplo, a SIC é a televisão do nº 1 do PSD, que anda de aflitos com as suas contas, e que exige a vitória do PSD a todo o custo para derrubar a RTP do mercado publicitário, com um truque nada condicente com a livre concorrência, que diz defender! Típico isto sim típico, de um neo liberal que sempre usaram o Estado, já o mostrei em textos anteriores não para promover a livre concorrência mas sim para promoverem num mercado dirigido, os amigos. Vimo-lo no Chile, vimo-lo no regime reaganiano e tatcheriano, (no segmento da Defesa), e vemo-lo em Angola, e na República Popular da China. Aliás, ficou mais uma vez provado que a eficácia dos não neo liberais é superior à dos neo liberais com a eliminação de Osama Bin Laden, num regime tendencialmente não neo liberal, dados os limites que o sistema político americano impõe, o de Barack Obama! A Democracia tem custos sim, mas os custos da Democracia são superados pela eficácia dos resultados e Portugal é disso prova, já o mostrei relevando a evolução na educação, na saúde, na habitação, na Justiça, etc, desde 1974 até hoje! Gostem ou não os fascistas, os saudosos, e os irresponsáveis e mentirosos. E um dos custos da Democracia está na exigência de ouvir os “partidos menores” durante pelo menos o período de campanha eleitoral nos debates que terão de ser abertos a todos. Político que não suporte tal tem ainda muito a aprender em matéria de Democracia e meio de comunicação social que negue tal só merece uma coisa – ser boicotado! Sou votante socialista, quase todos o sabem, mas recuso aceitar um boicote aos “pequenos partidos” seja qual for o argumento que será sempre anti democrático!
publicado por JoffreJustino às 12:47
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds