Quinta-feira, 8 de Outubro de 2009

Uma Apreciação do Carlos Muralha Sobre a Noticia da Bola

Muito bem, mas mais ainda que tu esqueceste de referir. É que esta iniciativa dos três municípios não é virgem. Já anteriormente como refere a noticia, os três se teriam juntado para fazer nascer um Parque Industrial comum aos três concelhos.

O problema é que a nível nacional não existem Valores superiores ao dos partidos. Peço desculpa, mas agora é o monárquico a falar. O que se passa é que em Portugal por força do sistema politico instituído, não existe uma única instituição nacional que não seja inquinada pelos interesses partidários. O PR é PSD e foi eleito com os votos do PSD e do PP e apoiado por uma clientela destes dois partidos, agora mesmo caindo no ridículo (como aquela comunicação da semana passada) tem de agradar aos clientes. O PS foi eleito com os votos do eleitorado PS e da clientela que o apoia, agora tem de distribuir as cadeiras (tachos) pelos clientes e como não há “cadeiras” para todos, não se pode dar ao luxo de ter de dispensar algumas para coligações.

Se permites a brejeirice, o nosso sistema politico parece aquelas cenas de putos de 12 anos que discutem a ver quem tem a pila maior. Isto até não era grave se houvesse algum adulto por perto para meter juízo e ordem no barco (é essa a função do PR) mas infelizmente são todos iguais.

Até em instituições que aparentemente deveriam ser independentes, esta falta de idoneidade se apresenta, se não, vejamos o caso do Tribunal Constitucional. Que eu saiba um Juiz é um técnico que tem como função aplicar a Lei. Então como se explica que as deliberações do TC, sejam sempre tomadas por maioria e caso curioso os juízes indicados por um partido votem num sentido e os indicados por o outro votem noutro sentido. Até aqui vemos como indivíduos que deveriam ser garantes da Justiça, na realidade são meros “funcionários” de quem os indicou.

Isto passa-se em todo o lado, salvaguardando as honrosas excepções como aquela que abaixo referes.

Só irás conseguir mudar algo, quando tiveres uma instituição de cariz verdadeiramente nacional, alguém que não esteja dependente dos partidos políticos e que só esteja interessado na Nação e no Povo (o tal “adulto”) e que saiba que não vai ser escrutinado daí a 2 ou 3 anos por pessoas que estão contaminadas pelos seus próprios interesses pessoais.

Já agora e em aparte, devo dizer-te que fico muito triste por tu e outros republicanos virem sempre como argumento a favor da republica com o caso do ultimato inglês ou com o exemplo de reis menos felizes, pois se esses casos existiram não é menos verdade que os sistemas republicanos foram responsáveis pela queda do império grego e a nossa 1ª republica foi o deboche que conhecemos e esta vai pelo mesmo caminho. Tenho a veleidade de me considerar um monárquico moderno e portanto exemplos de D. Carlos ou de monarquias absolutistas, só se for por má fé.

Já agora também vou dar-te um exemplo de um rei, e dos virtuosismos da monarquia, que todos desconsideram mas que eu muito admiro. D. José I, esse mesmo, aquele que todos diziam ser fraco, mas que teve a capacidade de autocrítica suficiente de perceber que era inapto para governar e escolher alguém que o fizesse melhor. Mal ou bem (penso que no computo geral bem) o que foi feito no reinado deste rei, se fosse hoje que se passasse, ainda ao fim de 300 anos estávamos a eleger partidos para tentar reconstruir o País. E o BE a dizer que a culpa do terramoto era do PS ter maioria absoluta e do maremoto era as politicas de direita do executivo.

Abração
Carlos
publicado por JoffreJustino às 12:48
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds