Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

E Como Se Bloqueia Uma Decisão Governamental…(Agora, e de novo a Educação Sexual!)

Já me referi a este tema num texto sobre um artigueco, de um tal Portocarrera, saído no Publico, claro, de José Manuel Fernandes, onde se defendia, despudoradamente, que era inútil perder-se tempo com a Educação Sexual nas Escolas…lembram-se? Era um ridículo panfleto da ala direitista da Igreja Católica que dizia se nem Afonso Henriques, o Pai da Pátria Portuguesa, teve necessidade de Educação Sexual, porquê agora falar de tal, artigueco que mereceu a minha profunda indignação…

Agora que o papa Bento XVI já aceita que pode integrar os padres, casados, anglicanos, agora que o sr Portocarrero terá de se confrontar, na sua Igreja, com um debate sobre a existência de padres casados e padres homossexuais, talvez, espero eu, esteja ainda mais evidente a necessidade de Educação Sexual nas Escolas…

No entanto, já está tudo em movimento, como de costume, no sentido de, pelo menos em mais um ano, travar este processo, agora directamente nas Escolas!

É quase escandaloso este processo da Educação Sexual nas Escolas. Com 30 anos de silêncios, de “pareceres” dos mais absurdos, (vi um no/do CNE que era inacreditável…), agora, dado que está assumida a Educação Sexual nas Escolas, surge um novo movimento, o da necessidade de “regulamentação”…claro que, segundo o i não por “qualquer acto de rebeldia”, nunca, jamais, (ler em português por favor…).

Trata-se da ideia, bem portuguesa, do empata. Quando uma das estruturas, portuguesas, de poder, ou com poder, não concorda com algo, há que usar esta metodologia de gestão “à portuguesa” - a do empata.

No caso, depois de 30 anos de Democracia, sem Educação Sexual nas Escolas, com todas as implicações negativas que, os que conhecem a Escola vivem todos os dias, desde a gravidez inesperada e nascida da ignorância, às doenças sexuais provindas também da ignorância, à sexualidade abrutalhada, resultante da ignorância existente em volta do enamoramento, agora que está estabelecida a Educação Sexual nas Escolas há que a travar ao máximo.

E os caminhos estão claros – culpemos o governo porque não a regulamentou, despejemos sobre o governo que aprovou a Educação Sexual nas Escolas, finalmente, o ónus dela não existir, fazendo tudo para que efectivamente não exista.

Ou, em alternativa, transformando aulas de Educação Sexual em aulas sobre os órgãos sexuais stritu sensu, como já vi que também está a suceder em algumas escolas.

É claro que, felizmente, existe quem tenha iniciativa, como o i também relata, e que não se emperre, quem não empate, e dê continuidade a projectos existentes, quem defina modelos de desenvolvimento curricular experimentais, etc.

Como é claro que é o que deveria estar a suceder em todas as Escolas.

Por isso cito a Associação para o Planeamento Familiar, do i também, “Apesar da regulamentação estar atrasada, acredito que as escolas têm condições para avançar com os projectos de educação sexual. Há escolas que fazem isso há muitos anos e os projectos para a saúde e educação sempre incluíram essa vertente, muito antes da lei ser publicada. O Ministério da Educação tem andado muito devagar com a divulgação de um referencial para as escolas, mas os estabelecimentos de ensino não podem ficar à espera – têm autonomia para avançar com os seus próprios projectos educativos…”

Mas claro que a autonomia só é evidente quando queremos.

Quando o que desejamos é entravar um processo, não há autonomia que nos valha… E a Educação Sexual tem tamanha oposição que chega a bradar aos céus.

Oposição, claro, dos que nunca leram a Bíblia, apesar de se dizerem católicos, pois, nela, nada existe que permita aceitar tal tese, bem pelo contrário.


Joffre Justino
publicado por JoffreJustino às 13:25
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds