Terça-feira, 15 de Março de 2011

O NÓS Para Resolver a Crise, Bloguistas Em Apoio a Sócrates?

Um cidadão, respeitável como todos nós, Gonçalo Castro Coelho, alimentou um debate na minha página do FaceBook , porque eu me tinha atrevido a defender a intervenção que o primeiro ministro José Sócrates ontem fez. Há realmente um debate que percorre a generalidade das páginas e dos locais internetianos de comunicação, em volta desta crise, deste Governo, e também do nosso Futuro e há que participar activamente nele. Por iss, antes do mais, terei de citar alguma comunicação social para explicar os resultados da entrada do FMI tanto na Grécia quanto na Irlanda! Assim, “resolvo” algumas das “criticas” do cidadão acima, sendo importante que diga, como muitos sabem, que tenho uma visão particularmente critica desta comunicação social portuguesa, em geral, por a considerar de Direita, acima de tudo anti PS e claro anti Sócrates, mas por isso também optei por usar citações de jornais... Desta forma, in Publico de 8 de Março, “Na Grécia, que já recorreu à ajuda do FMI e dos seus parceiros europeus para obter financiamento, o mesmo indicador chegou hoje aos 12,93 por cento, um valor que já supera os registados no momento em que se viu forçada a pedir apoio externo. Na Irlanda, também se bateram recordes, com a taxa a 10 anos a chegar aos 9,574 por cento.” In Económico de 8 de Março, “O juro sobre Obrigações do Tesouro gregas a 10 anos está a subir para 12,821%, o valor mais elevado de sempre, numa semana em que os líderes da zona euro se reúnem em cimeira extraordinária para discutir, entre outras coisas, a flexibilização do Fundo de Estabilização Europeu.” Penso que é suficiente para mostrar que o FMI não resolveu nada quanto à redução imediata dos impactos da dívida naqueles dois países, um governado por um partido conservador e que perdeu, em plena fase de assunção da crise, para os socialistas, a Grécia, e outro governado por conservadores também, a Irlanda e que agora bem agora mudou para aqueles partidos estranhos que a Irlanda tem! Aliás, em Portugal, temos a experiencia da pressão do FMI, por duas vezes e, em nenhuma delas, esta instituição nos ajudou a resolver fosse o que fosse. Não fora a adesão à CEE em 1986 e ainda estaríamos a pagar ao FMI a sua” prestimosa ajuda” ao nos enredarmos com ele no desastre, como o FMI sempre faz. Daí que eu entenda bastante bem a determinação do primeiro ministro em não ceder aos apelos vadios dos que defendem que Portugal deve deixar de resistir e deve sim pôr a toalha no chão e aceitar as receitas FMIanas de desemprego, contenção da intervenção do Estado, redução das Despesas do Estado. Espero que tenhamos, todos, a noção de que a melhor forma, no plano formal, de reduzir as despesas do Estado é despedir funcionários públicos. Cuba, o país amigo do PCP, fê-lo, enviando até ao final de 2011 nada mais que 1 000 000 de funcionários públicos para o Desemprego (e sem o FMI dar da sua graça…). Daí certamente a necessidade de radicalização serôdia dos bernardinos Soares e da direcção do PCP e da CGTP. Há que esconder que seria assim que agiriam se estivessem no Governo… Ou não? Este Governo, o seu primeiro ministro Sócrates, têm resistido a essa linha de orientação. Com custos elevados para todos? Claro, tudo tem um custo, e por isso reduziu as remunerações dos funcionários públicos, por forma a minimizar os impactos da crise sobre a restante sociedade. Como reduziu os impactos das prestações sociais na Divida do Estado. Dói? Obrigatoriamente dói. Mas dói mais sem dúvida saber que, como já escrevi, tem Portugal, entre os 800 mais ricos da revista FORBES, três dos seus cidadãos. “Nascidos” enquanto empresários, no pós 25 de Abril, isto é, com a Democracia. Que lhes deu portanto a fortuna que hoje têm. Incomensurável fortuna. Que, se tivessem a noção efectiva do que é a Responsabilidade Social, saberiam que a teriam de distribuir, para bem de todos mas também deles. Porque distribuindo gerariam maior capacidade de consumo e portanto aumentariam o potencial de riqueza do país. Aliás, um dos empresários foi um dos subprodutos da “revolução”, ex dirigente da associação de amizade Portugal Checoslováquia que foi, ex ao que consta ex comprador e vendedor dos resultados da dita Reforma Agrária no que à cortiça diz respeito. E os restantes dois bem que devem, ao Poder Local, a riqueza que acumularam… Também a Banca deveria mostrar maior sentido de Responsabilidade Social e não inventar Fundações para fingir que a tem, sem nada de real fazer para a Sociedade que a alimenta. Pelo que sou dos que defende que um dos erros deste governo e de Sócrates foi não ter implementado impostos adicionais sobre a riqueza, bem mais afirmativos. Já que a ideia de Responsabilidade Social não colhe no seio destas entidades e pessoas. (Recordo aqui um meu texto sobre a sociedade pós capitalista que lentamente e com muita dificuldade, emerge da sociedade pós industrial…) E, nesta matéria, a da taxação da riqueza, PCP e BE têm toda a razão! Como a tem o CDS e o PSD quando, ao que consta, defendem a redução de despesas inúteis do Estado, como os automóveis de luxo todos os anos adquiridos, ou o descontrolo do que se vai vivendo nas Empresas Públicas e nas tais PPP’s. Sendo certo que quaisquer medidas tomadas nestes campos não impediriam, pelo seu pequeno impacto, que todos tivéssemos de nos sacrificar, como estamos a fazer. Só que haveria uma maior noção de equidade neste confronto com a crise. De qualquer forma, com criticas evidentes, sou dos que defendo que urge apoiar este Governo. O NÓS que acima refiro Somos os que sabem que de 24 de Abril de 1974 até hoje muito, mas mesmo muito, mudou para bem de todos. Com muitos erros que estão visíveis, a titulo de ridículo mas elucidativo exemplo nas monstruosas placas que na Via do Infante referem a existência de um aldeiazinha, Boliqueime, só porque era a aldeia do “senhor primeiro ministro Cavaco Silva”, um custo de manteiguice feita, mas que quem pagou não foi o manteigueiro, nas NÓS todos! E este NÓS sabe bem que abusámos na má gestão dos financiamentos recebidos no âmbito da nossa adesão à CEE/União Europeia. Abuso que há que pagar, mas com equidade e tendo em conta a nossa Independência! Este NÓS diz que somos capazes que podemos conseguir e que se o quisermos conseguiremos! Eis porque, sabendo que na comunicação social em geral só falam os mandantes, NÓS temos o nosso espaço e devemos ocupá-lo! Agreguemos os NOSSOS Sites e Blogs e movimentemo-nos na Internet em defesa da verdade, e da capacidade que temos de NÓS Superarmos, Autonomamente, a Crise. E por isso apoiando este Governo e este primeiro ministro, José Sócrates E, note-se, diria o mesmo se o primeiro ministro fosse de outro partido e tivesse optado por esta via de solução autónoma da Crise! Sem medo e sem necessidade de dizer que “estou a fazer o que faço porque eles mandam”, mas sim, “estou a fazer o que faço para que eles, os FMI ’s, não mandem”!
publicado por JoffreJustino às 12:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds