Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011

(6) Deolindas Há Muitas….A Revolução do Povo Angolano em Marcha? http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N6501

In, A Nova Revolução Do Povo Angolano "Esta manifestação e' de carácter progressista, cívico e socialmente abrangente, e que vise criar condições para eleger democraticamente um governo de cidadãos Angolanos com as mãos limpas de sangue e de vigarices, que governe Angola para todos os Angolanos, sejam eles de que linhagens forem". ANGOLA O povo da República de Angola diz basta ao regime ditatorial de Presidente José Eduardo dos Santos, que está no poder por 32 anos. Os angolanos estão cansados da pobreza extrema, da cultura de medo e intimidação, da miséria, da autocracia e outros males introduzida por José Eduardo dos Santos. O nosso país é conhecido pela sua riqueza em termos de recursos naturais e é classificada como a maior exportação de petróleo em África, mas o povo angolano vive com menos de 1 dólar americano por dia e com um governo que promove uma cultura de perpetuação da pobreza extrema. Condenamos e denunciamos o cancelamento do nosso direito constitucional e democrático de eleger um Presidente de nossa escolha em cada quatro anos. Queremos assumir o controle de nossas vidas, nosso país e os nossos recursos, mas em primeiro lugar queremos retirar o regime ditatorial de José Eduardo dos Santos. A NOSSA PETIÇÃO O povo angolano exige: 1 - A saída imediata do Presidente ditador José Eduardo dos Santos, seus ministros e companheiros; 2 - A formação de uma nova ordem política, social e económica; 3 - A re-implementação das Eleições Presidenciais periódicas em nossa Constituição; 4 - A implementação de uma democracia social, que deve ter o interesse do povo angolano de coração; 5 - A formação de um novo governo com os interesses do povo angolano de coração; 6 - O estabelecimento de um sistema de administração pública transparente e responsável de todos os recursos de Angola; 7 - A priorização dos cidadãos angolanos sobre os benefícios e reconstrução social de Angola. A manifestação antigovernamental em Angola vai começar às zero horas na segunda-feira, dia 7 de Março de 2011, de Cabinda ao Cunene. Consulte: http://www.revolucaoangolana.webs.com/ In, também Orlando Castro Jornalista (CP 925) A força da razão acima da razão da força http://www.altohama.blogspot.com http://www.artoliterama.blogspot.com http://www.orlandopressroom.com Eis que na CPLP, no caso em Portugal e em Angola, surgem estes movimentos de derrube de regimes, a exemplo do que sucede no Médio Oriente. No primeiro caso, em Portugal, um país democrático, onde os eleitos o são regularmente e por voto secreto e directo sempre controlado, um grupo de Jovens, com direito a antena televisiva e tudo, e com muitas noticias na comunicação social, avança com uma manifestação com um milhão de aderentes dizem eles, ou desejam eles enfim, para afastar a classe política, toda ela, em Portugal. O seu discurso é em geral direitista o suficiente para até Pacheco Pereira o ter denunciado como um movimento ridículo. Mas atenção! Estes Jovens assumem como suas algumas reivindicações que merecem toda a análise. De facto, o Desemprego Jovem é altamente preocupante e as carreiras que lhes são apresentadas são em geral absolutamente desmotivadoras – uma larga maioria deles, não poucos licenciados, saltam de call center em call center, ou de supermercado em supermercado, num futuro sem futuro aliciante nenhum! Têm, pois, razões para se sentirem zangados e, pior, abandonados à sua sorte e, por isso, têm direito ao Protesto e a serem ouvidos! Mesmo que estejam a ser manipulados por quem propositadamente confunde o Poder Político, crescentemente sem poder, com o Poder Económico que, tem um incomensurável poder, e que gere as suas riquezas sem qualquer sentido social ou de Justiça. No segundo caso, Angola, a situação é radicalmente diferente. A par da mais profunda miséria, está a nascer em Angola uma classe alta desbragadamente rica e é essa radical diferença na distribuição dos rendimentos que dará a prazo origem a uma enorme revolta. Que hoje é ainda somente larvar. Mas o curioso é que, tirando, uns tantos, bem poucos, jornalistas, como Orlando Castro, a generalidade da comunicação social portuguesa, que se preocupa com a “grelação à rasca”, censura desavergonhadamente o seu paralelo - o país inteiro à rasca que é Angola! Não acredito, infelizmente, que o dia 7 de Março , em Angola, corra “tão bem” quanto o dia 12 de Março, em Portugal, pelas muito más razões das especulações partidárias portuguesas que, dominadas pelo capital português, à Direita (e não só, recordando os “bons empresários” que apoiam também o PCP e o BE), só querem liberalizar de vez o sistema sócio jurídico português. Daí estas especulações sobre as coligações anti PS do PCP/PSD a que já chamei de Bloco Tesoura, o mesmo que afastou o PS para dar 5 anos de Poder à AD e mais tarde, entregar ao PSD, durante 9 anos, os anos essenciais da gestão de financiamentos comunitários, a governação. Daí também a grande diferença entre este Bloco Tesoura que se alegra com a Crise, porque acha que assim poderá derrubar o governo PS, e os que à Esquerda, mas também ao Centro, procuram minimizar o possível os resultados desta crise e atacar quem tem de ser atacado – o poder financeiro mundial. Como? Por exemplo exigindo a Regulamentação Internacional das Agencias de Notação com a Petição que pode ser vista e assinada em,. http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N6501 Já somos 219, contamos com assinatura de Pessoas como Ana Gomes, e Miguel Portas, deputados europeus do PS e do BE, mas também de Presidentes de Câmara como Berta Nunes, da Câmara Municipal de Alfandega da Fé, de Independentes e activistas sociais como Camilo Mortágua, ou António Serzedelo, ou José Alberto Pitacas, de gentes das Artes e Letras como Helena Justino e Manuel Rodrigues Vaz, de activistas políticos e sociais como Zaluar Basílio, ou José Ramalho, ou eu próprio, de intelectuais Angolanos como Eugénio Monteiro Ferreira e Rogério Pacheco, etc! Mas teremos de continuar e teremos de ser 5 000! É uma via de combate positiva, e com ele queremos reforçar a Democracia Económica, a Economia Social e, assim, contribuir para uma Mudança efectiva! Que é o que as Pessoas, em Angola e em Portugal, desejam!
publicado por JoffreJustino às 19:38
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds