Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011

Querem saber o que é uma situação limite? …Uma Greve da Fome no Huambo

Uma situação limite acontece quando um ex general, porque hoje na reserva, decide fazer uma greve da fome! Isso é uma situação limite e acontece num pais de expressão portuguesa – Angola. Onde mais de 30% da população ganha menos de um dólar por dia, apesar de o país ser produtor de petróleo, representar cerca de 12%, nas exportações, das reservas de petróleo, dos EUA, e ter uma elite das mais ricas do Mundo, acompanhando o percurso dos islâmicos países árabes também produtores de petróleo e pouco ou nada democráticos. É o meu amigo, se ele me permite chamá-lo assim, e eu penso que sim, general Kamalata Numa, quem faz esta greve da fome. Claro que vocês não o conhecem, pois é um dos derrotados de Angola. Mas, vencido nas armas, continua, como vêem, o seu combate por outros meios e agora, como se vê, pela greve da fome, em apoio a um seu companheiro, António Caputo, hoje na prisão. E imaginem porquê na prisão? Porque levantou, num bairro do Huambo, uma bandeira do seu partido na sua aldeia! Pouco para ser preso não acham? Eu também. Mas está preso. Como sabem tenho as minhas razões, ideológicas, para me ter afastado da UNITA. Mas é a Justiça que me faz escrever este texto. A Justiça perante alguém que combate em nome da Democracia e em prol dos Direitos Humanos, num pais onde o partido leader o é desde 1975 e, com a mesma Direcção, as mesmas pessoas. O mesmo partido, o MPLA, já foi comunista pró soviético e, hoje, (enfim desde 1991), apoia o PSD e, na sua comunicação social portuguesa, o SOL, defende, claro, o Bloco Tesoura PSD/PCP. Angola, esta Angola do MPLA, recordo, acentuou mesmo, foi o único país da CPLP a não ter qualquer demonstração de solidariedade para com a crise portuguesa, apesar dos vários perdões da dívida que obteve de Portugal. Hoje em Portugal há quem se bata pela Regulamentação Internacional das Agencias de Notação e há quem queira que tal combate seja dos cidadãos, todos, da CPLP, e por isso a Petição que está em Petição Pública, http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N6501 , assume ser uma Petição de Cidadãos, também, da CPLP. Por uma questão de Justiça também, mas não numa visão egoísta, pois este Combate Pela Regulamentação Internacional das Agências de Notação é um Combate Global, numa globalizada economia e sociedade! Porque pôr fim à especulação financeira descabelada, pôr fim à chantagem sobre os Estados, para defender meia dúzia de especuladores, sem pátria e sem Estado, é um dever de Cidadania Global e protege, Portugal, toda a CPLP e todos os Estados e Cidadãos deste Planeta. É também um dever de Cidadania defender um Cidadão que assume ser de um partido político, no caso é a UNITA, podia ser de outro qualquer, e querer, por isso assumir a sua bandeira partidária. Hoje o salário mínimo nacional em Angola ronda os 100 dólares, 3 dólares dia, 5 vezes mais baixo que o salário mínimo português, o desemprego, segundo um economista angolano, Alves da Rocha, seria, “Partindo das informações conhecidas sobre o PIB por habitante em 2009 e das correlações entre variáveis demográficas e económicas cheguei a uma taxa de desemprego de 26,8%, um agravamento de 2,9 pontos percentuais face à situação de 2008.”, e, também segundo este economista, “Angola também se viu envolvida na crise económica, sendo expressão desse facto a relativa estagnação do PIB em 2009 (não mais do que 2% de variação face a 2008, de acordo com as estimativas do Centro de Estudos da Universidade Católica de Angola), o substancial corte nos investimentos públicos e a retracção no investimento privado. Seguramente que o desemprego deve ter aumentado.”. Hoje existem, em Angola, vários MPLA’s, e todos sabem que o dominante, o de Isabel dos Santos, é o MPLA neo liberal, selvaticamente neo liberal, que, por isso mesmo, se coliga em Portugal com a facção neo liberal do PSD e, piscando o olho a um passado que ninguém quer retomar em Angola, se coliga com o PCP e incentiva o Bloco Tesoura, PSD/PCP, para afastar do poder o PS e implantar, aqui também, um regime económico neo liberal. Porque a crise, lá como cá, não afecta as elites, económicas e politicas, e, em alguns casos, como o sector financeiro, a crise é um enorme motor de enriquecimento fácil e barato. Há um Combate a fazer, obrigatoriamente Global, pelo que exigir a Regulamentação Internacional das Agências de Notação é uma forma de luta que apoiará quem, no Huambo ou em outra parte, se bate por mais Justiça Social, por mais Liberdade, pelos Direitos Humanos. E, nesse contexto, tanto gera estupefacção que se ache normal prender um Cidadão que eleva uma bandeira partidária de um partido legal, como quem pretenda cindir a Associação 25 de Abril, para criar uma Associação Vasco Gonçalves, somente para marcar o terreno do seu curral. Sobretudo quando o que está em causa é a necessidade de Combater pelos mínimos exigíveis em Democracia, em Angola, ou pela sobrevivência perante os ataques brutais à economia, em Portugal. É tempo de Unidade e não de balofas divisões, de uma Visão de Unidade, mais que nacional, Global, e não de visões sectárias, de curral. É tempo de novas formas de Combate, vejam um ex general a fazer uma greve da fome e aprendam, por favor! E, claro, apoiando esta greve da fome, assinem a Petição acima!
publicado por JoffreJustino às 12:05
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Primárias - Uma Otima Pro...

. O 11 de Setembro e eu pr...

. Um recado a Henrique Mont...

. Na Capital Mais Cara do M...

. Há Asneiras A Não Repetir...

. “36 Milhões de Pessoas Mo...

. Ah Esta Mentalidade de Ca...

. A Tolice dos Subserviente...

. A Típica Violência Que Ta...

. Entre Cerveira e a Crise ...

.arquivos

. Julho 2012

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds